Ataque a tiros deixa ao menos 10 mortos no Canadá

Um policial e um atirador de 51 anos morreram após um ataque a tiros que durou 12 horas na Nova Escócia, no qual pelo menos 10 pessoas foram mortas, informou a polícia neste domingo, 19.

As autoridades responderam às denúncias de um tiroteio por volta das 22h30 de sábado, no horário local, na área de Portapique Beach Road, Bay Shore Road e Five Houses Road em Portapique, uma pequena comunidade rural a cerca de 55 quilômetros de Truro, Nova Escócia, Canadá.

A polícia confirmou em uma entrevista coletiva no domingo à tarde que pelo menos 10 pessoas foram mortas em vários locais durante o tumulto de 12 horas que terminou em um posto de gasolina. Não ficou claro imediatamente se esse número incluía o atirador.

No domingo, Brian Sauvé, presidente da Federação Nacional de Polícia, um sindicato que representa membros da polícia canadense, disse em comunicado que um policial foi morto e outro foi ferido no tiroteio. As identidades dos policiais não foram divulgadas imediatamente.

“Hoje estamos pesando com tristeza, pois perdemos um dos nossos”, disse Sauvé. “Um segundo membro dedicado ficou ferido no cumprimento do dever hoje. Faremos tudo o que pudermos para apoiá-los e desejar uma recuperação completa”.

As autoridades identificaram o atirador como Gabriel Wortman, 51, um dentista que possuía imóveis em Halifax, a capital da província. Não ficou imediatamente claro qual foi a motivação do crime.

Canadenses e residentes da Nova Escócia – uma província na costa atlântica conhecida por sua indústria pesqueira – e Halifax, uma cidade portuária, ficaram chocados com a violência em uma pequena área rural adormecida.

Durante uma coletiva de imprensa no domingo, o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau tocou brevemente na tragédia e agradeceu à polícia por seu trabalho. “Meu coração está com todos os afetados em uma situação terrível”, disse ele. Com informações são do New York Times.

Fonte: Correio