Coronavírus: Hospital de Manaus instala contêiner frigorífico para corpos

O governo do Estado do Amazonas instalou um contêiner frigorífico no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste de Manaus, para acomodar corpos de vítimas de coronavírus. A medida se deu após ter vazado nas redes socais vídeo denunciando situação de lotação dentro da unidade de saúde.

Manaus concentra 84% dos casos de coronavírus de todo o Amazonas. São 1.459 pessoas com a Covid-19 na cidade, e 107 já morreram em decorrência da doença, segundo o último boletim epidemiológico.

O vídeo foi gravado na quarta-feira (15). Segundo o governo, 14 pessoas morreram no hospital entre esse dia e a manhã da quinta-feira, todos pacientes suspeitos de Covid-19. Em nota, a secretaria de Saúde estadual informou que o contêiner é necessário “para evitar a permanência dos corpos dentro do hospital durante o período em que as famílias são avisadas com a dignidade e o cuidado necessário e, assim, possam providenciar o breve funeral e o sepultamento”.

Disse ainda que a unidade de saúde tem recebido casos suspeitos de pacientes com síndromes respiratórias agudas graves, entre elas casos suspeitos de Covid-19, até que se conclua a total montagem de leitos no HPS Delphina Aziz e seja dado início à operação do hospital de retaguarda, no Hospital da Nilton Lins.

“Os pacientes que vieram a óbito entre a noite de ontem e a manhã desta quinta-feira (16) no HPS João Lúcio receberam assistência adequada, manejo clínico de acordo com as suas necessidades, medicação e oxigênio. Desses pacientes, oito tinham idade acima de 60 anos, e seis tinham comorbidades severas”, disse o governo.

Fonte: Agencia Brasil