Doze presos fogem de Complexo da Mata Escura, diz sindicato

Doze presos que estavam custodiados na Unidade Especial Disciplinar (UED), no Complexo Pentenciário da mata Escura, em Salvador, fugiram na madrugada desta segunda-feira (20). As informações são do Sindicato dos Servidores Penitennciários do Estado da Bahia (Sinspeb). 

Em nota, o sindicato informou que os doze detentos saíram das celas e acessaram a parte externa do Complexo após romperem a estrutura que estava totalmente corroída por ferrugem. Eles escaparam por um matagal. Um dos detentos foi encontrado morto e outro foi recapturado por policiais. Dez ainda estão sendo procurados. Os Policiais Penais que estavam de plantão conseguiram evitar a fuga de um número maior de presos, informa o sindicato.

A UED, de onde os presos fugiram, está parcialmente interditada. A Unidade foi construída para ser de segurança máxima. Para o vice-presidente do Sinspeb, Fernando Fernandes, as más condições do lugar acabam favorecendo as fugas.

“São diversos problemas estruturais que acabam favorecendo as fugas. As portas eram acionadas de forma remota e encontram-se atualmente todas quebradas.Temos problemas elétricos. A Unidade Especial Disciplinar foi construída para ser a unidade prisional de segurança máxima do Estado, mas hoje não passa de um prédio em ruínas”, declarou.

A Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia (Seap) foi procurada, mas ainda não respondeu à reportagem.

Fonte: Correio