Médico de 32 anos e sem problemas de saúde morre de coronavírus em São Paulo

O médico Frederic Jota Silva Lima foi, aos 32 anos, mais uma vítima da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, em São Paulo. O profissional morreu nesta segunda-feira (20), no Hospítal Emílio Ribas.

Segundo a TV Globo, os familiares e amigos de Frederic disseram que ele não tinha histórico de doenças, como pulmonar. Muito pelo contrário. Além de jovem e fora do grupo de risco, ele praticava esportes e procurava manter uma vida saudável.

Lima chegou ao hospital com muita falta de ar e foi encaminhado ao pronto-socorro, na madrugada de segunda. Ele já chegou ao hospital de referência paulistano em estado grave. Internado, ele chegou a ser entubado, mas não resistiu e morreu no mesmo dia. 

O médico era paraense e trabalhava nas UPA (Unidades de Pronto Atendimento) de Rudge Ramos, em São Bernardo do Campo (ABC Paulista), e 26 de Agosto, na Vila Carmosina, na zona leste de São Paulo. 

Tanto a empresa de Atenção Primária à Saúde Santa Marcelina, que administra a UPA da zona leste, quanto a prefeitura de São Bernardo divulgaram notas sobre a morte do médico. 

Segundo a prefeitura de São Bernardo, Lima trabalhou normalmente até 14 de abril. 

O prefeito da cidade, Orlando Morando, que chegou a ser internado em UTI por conta da covid-19, lamentou a morte do profissional, e convocou a população a seguir o isolamento. 

“É primordial que todos façam a sua parte e fiquem em suas casas. Vamos nos proteger e cuidar dos nossos entes queridos. Fiquem em casa. Nada é mais importante do que a nossa vida”, escreveu Morando em uma rede social. 

Os vizinhos de Frederic em um condomínio de São Paulo fizeram uma homenagem ao médico.

Fonte: Correio