Chuva alaga condomínio e invade casa em Itapuã

Entre os bairros que foram atingidos pela forte chuva que caiu na madrugada e na manhã desta quinta-feira (23) está Itapuã. A água acumulada alagou ruas da localidade e chegou a invadir casas em um condomínio. 

A estudante de jornalismo e professora de ballet, Victória Atala, de 21 anos, contou que os alagamentos são constantes na região onde mora, e na manhã desta quinta ela e o pai, Arturo Atala, 52, passaram por mais um susto. “Por volta das oito da manhã meu pai sentiu um cheiro de esgoto e levantou da cama. A água estava voltando pelo ralo e em 15 minutos já tinha alagado tudo”, contou.

A água subiu e quase inundou as tomadas da casa (Foto: Reprodução) 

A casa da estudante fica próxima a um rio de Itapuã que passa ao lado do condomínio Recanto de Itapuã, e ela afirma que a construção de casas na beira desse rio intensificou os alagamento. “Aqui no condomínio já está sendo bem costumeiro acontecer isso. Quando chove não tem vazão no rio. A água escorre muito pouco”, disse Victória, que informou outras casas também foram invadidas pela chuva. 

Essa não é a primeira vez que a casa alaga. Na virada do ano, seu Arturo acordou na madrugada do dia primeiro de janeiro pelos vizinhos e a água já tinha invadido a residência. Este segundo alagamento obrigou a família a jogar fora armários e colocar eletrodomésticos em cima de cadeiras: “Suspendemos a geladeira e ainda não sabemos se vai funcionar. Por sorte a água não atingiu as tomadas”, completou.

 

Victória conta que a sensação de impotência é constante e algumas medidas já são tomadas toda vez que começa a chover, como colocar os alimentos e objetos de valor dentro dos armários mais altos. 

* Com orientação da subeditora Clarissa Pacheco
 

Fonte: Correio