Ministério habilita leitos de UTI em BH, Juiz de Fora e Patos para o coronavírus

O Ministério da Saúde habilitou nesta sexta-feira (24) 1.740 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto e 21 leitos de UTI pediátrica voltados exclusivamente para atendimento aos pacientes graves ou críticos de coronavírus. Somente em Minas Gerais, foram 50 unidades, para as cidades de Belo Horizonte, Juiz de Fora, na Zona da Mata e Patos de Minas, no Alto Paranaíba.

Para custear essa operação, a pasta está investindo R$ 255,6 milhões. “A garantia do repasse dos recursos é dada por meio de habilitação concedida pela pasta, em caráter excepcional, por um prazo de 90 dias, podendo ser prorrogada enquanto houver emergência em saúde pública no país decorrente da Covid-19”, disse o Ministério.

Na capital mineira, foram habilitados 30 leitos de UTI adulto, todos para o Hospital Eduardo de Menezes, a um custo de R$ 4.380.000 o todo.

Em Juiz de Fora, foram disponibilizados 10 leitos de UTI adulto para o Hospital Regional João Penido, ao custo de R$ 1.460.000. Também foram habilitados 10 leitos para o Hospital Regonal Antonio Dias, em Patos de Minas, pelo mesmo valor.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, o pedido de habilitação para o custeio é feito pelos gestores locais, que garantem a estrutura para funcionamento dos leitos e o Ministério da Saúde repassa o valor que é destinado a manutenção dos serviços.

“Junto com estados e municípios estamos adequando a rede de saúde para o atendimento aos brasileiros. O valor é pago em parcela única, para que o SUS possa se organizar de imediato. Já estamos analisando os pedidos de outros estados”, disse o ministro Nelson Teich.

Em toda a Minas Gerais são 1.419 casos da doença confirmados e 54 mortes. BH já tem 11 óbitos e 508 casos da Covid-19, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), divulgados nesta sexta-feira.

Fonte: Agencia Brasil