Prior presta depoimento sobre estupro e delegada diz: 'Estava bem tranquilo'

O ex-BBB Felipe Prior prestou depoimento, nesta sexta-feira(24), na 1ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo. Ele é investigado pela especializada, desde que três mulheres resolveram formalizar acusações de estupro e tentativa de estupro, que teriam ocorrido entre os anos de 2014 e 2018.

“Ouvimos o Felipe Prior e ele estava bem tranquilo. Agora, vamos ouvir as testemunhas dele e encerrar o inquérito”, disse a delegada Maria Valéria Pereira Novaes ao jornal Extra.  Ainda segundo ela, o ex-BBB teria reconhecido apenas uma das vítimas. O depoimento durou cerca de duas horas.

Segundo a assessoria do arquiteto, ele “esclareceu os pontos inconsistentes das falsas acusações feitas contra ele”.  “Felipe segue à disposição das autoridades para que não pairem dúvidas sobre sua inocência”, reforçou a assessoria.

Entenda o caso
No dia 3 de abril, logo após a saída do brother do confinamento, uma reportagem da revista Marie Claire detalhou uma denúncia contendo o relato de três estupros que teriam sido cometidos pelo arquiteto. Todos os episódios relatados ocorreram durante os jogos universitários das faculdades de arquitetura e urbanismo de São Paulo, chamados de InterFAU, e em diferentes anos.

A reportagem teve acesso às denúncias e entrou em contato com as vítimas. O primeiro teria ocorrido na madrugada de 9 de agosto de 2014 contra uma mulher identificada sob o pseudônimo de Themis; a vítima teria sofrido uma laceração vaginal durante o ato. 

Já no InterFAU de 2016, Felipe teria praticado uma tentativa de estupro contra uma estudante identificada como Freya pela reportagem, hoje com 24 anos. Valendo-se da embriaguez da jovem, Prior teria tentado forçar uma relação sexual com a vítima.

Mais recentemente, também no InterFAU, a vítima foi uma jovem com o pseudônimo de Isis, de 23 anos atualmente. O relato é similar aos anteriores, pois a garota também estava bêbada e Prior a convidou para entrar na sua barraca, onde começou a ter relações sexuais com ela.

Fonte: Correio