Blitz contra a Covid-19 é realizada na indústria de vestuário em Salvador

Salvador receberá nesta segunda-feira (27) uma ação conjunta de prevenção da Covid-19 na indústria de vestuário. Promovida pelo Sesi-BA e pelo Sindvest Salvador a blitze envolverá mais de 280 trabalhadores de oito empresas do Condomínio Bahia Têxtil, no bairro do Uruguai, em Salvador. As blitze fazem parte do Programa “Juntos Contra a Covid-19”, voltado para empresas associadas aos sindicatos da indústria.

“A iniciativa visa apoiar as empresas do segmento a manter suas atividades neste período de pandemia do coronavírus. O objetivo é também ajudar as indústrias no cumprimento das deliberações do Ofício Circular SEI, nº 1088/2020, do Ministério da Economia que orienta uma série de medidas como forma de prevenir/diminuir o contágio da Covid-19 e promover a adoção de medidas protetivas aos trabalhadores”, diz a Federação das Indústrias do Estado da Bahia – Sistema FIEB, em nota. 

Com uma equipe multiprofissional, durante a blitz o SESI vai reforçar recomendações sobre a higienização das mãos, o uso dos equipamentos de proteção individual, os cuidados com objetos de uso pessoal e dos espaços de uso coletivo.

Os técnicos também vão orientar sobre redução do contingente de pessoal na empresa, estabelecendo horários alternados de trabalho, flexibilização da jornada, home office e liberação de pessoas do grupo de risco, sempre que possível, conforme as orientações do Ministério.

Na área de saúde, o SESI realizará a medição da temperatura corporal bem como irá dar orientações sobre a prevenção da Covid-19. Já na área de Segurança e Saúde no Trabalho, a proposta é apoiar as empresas no cumprimento de medidas técnicas, colocando à disposição das empresas equipes especializadas para dar orientações. Além disso, serão distribuídos folders, cartazes e outros materiais informativos. 

Em toda a Bahia, o Programa “Juntos Contra a Covid-19”, uma inciativa que beneficia as empresas associadas aos sindicatos, vão atingir uma população de mais de 10 mil trabalhadores das indústrias da construção, vestuário, exploração mineral. 

Fonte: Correio