Meu Domingo: Ian Lasserre dialoga com a nova geração

Radicado em São Paulo, o baiano Ian Lasserre lança seu segundo álbum, Átimo, que sai pelo selo sueco Ajabu! e está disponível nas plataformas digitais. O trabalho, produzido por Sebastian Notini, reúne parceiros que atuam na atual cena musical da Soterópolis, como Felipe Guedes (guitarra), Ivan Sacerdote (clarinete), Leandro Candido de Oliveira (flauta) e Alexandre Vieira (baixo), entre outros. 

Ian afirma que a Bahia está presente em seu “consciente coletivo”, em canções como Minha Bahia, que ganhou clipe rodados nas ruas de Salvador, Samba de Quarta-feira e Mergulho. “Tenho muito orgulho de ter nascido em Salvador e claro que isso repercute na minha musicalidade, principalmente através da influência de magos mestres baianos como Roberto Mendes”, diz o cantor.

Mas ele diz, também, que o trabalho  tem muito de sua ida para São Paulo. “Nomes como François Muleka e Flávio Tris tiveram papel fundamental na estética desse disco”, acrescenta. François canta com Ian na canção Controvérsia/ Parafran e Flávio em Fica Mais Aqui. 

“Este disco traz muito ideias, pinturas, caminhos indiretos, metáforas. Acho que reflete filosoficamente como tratamos nossas relações no mundo. O sentido real do álbum só veio depois de pronto e diante dos acontecimentos que estamos passando. O átimo em si, que foi idealizado dentro de um contexto foi transformado”, resume Ian, que é o convidado da coluna Meu Domingo. Ele indica cinco álbuns, um clássico e quatro de artistas da nova geração, com os quais dialogo. 

Top 5 

rafa

 

Teletransportar (Rafa Castro) – Trabalho lançado este ano do talentoso compositor mineiro Rafa Castro, que representa muito bem a musicalidade de minas, com referências fortes de Clube da Esquina e da música mineira na década de 70″.

elis

Elis & Tom  (Elis Regina e Tom Jobim) – Um álbum inspirador e um grande clássico da música brasileira. Este grande foi gravado em Los Angeles e com arranjos do Cesar Camargo Mariano.

crescente

Crescente (Danilo Fonseca) – Danilo é um compositor baiano com uma sensibilidade única. Crescente é um album onde reside músicas  como “De um Céu Cinza” e “Sina Tanta”, verdadeiras pinturas.

flavio

Flavio Tris (Flavio Tris) – O compositor paulista escreve suas letras com uma profundidade gigante, ao mesmo tempo com uma simplicidade que eleva seu som para uma região de acalanto e reflexão.

cleo

Cleo (Charlotte dos Santos)  – O som da Charlotte flerta com o neojazz e referências latinas e a sua voz te hipnotiza, cuidado.

Fonte: Correio