Trabalhadores da MGS denunciam falta de EPIs e marcam protesto para esta terça

Trabalhadores da MGS, empresa pública que presta serviços ao Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg), denunciam a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) durante o trabalho em tempos de pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Associação dos Empregados Públicos da MGS (Assepemgs), as máscaras e o álcool em gel disponibilizados não têm sido suficientes para a demanda. Para tentar evitar a disseminação do vírus, os trabalhadores estão sendo obrigados a usar máscaras caseiras, que não são indicadas ao atendimento hospitalar. 

Um protesto contra as condições será realizado nesta terça-feira (28), às 7h30, no Hospital Governador Israel Pinheiro, na avenida Ezequiel Dias, em Belo Horizonte. Os trabalhadores também temem demissões em massa.

Fonte: Agencia Brasil