Ruy Fausto, um dos maiores intelectuais brasileiros, morre aos 85 anos

O filósofo Ruy Fausto morreu nesta sexta-feira (1º) aos 85 anos em Paris, na França. Ele sofreu um infarto enquanto tocava piano, segundo informou Sergio Fausto, sobrinho do autor, ao G1. Ruy era um dos principais teóricos do marxismo no Brasil, além de ser considerado um dos maiores intelectuais do país.

O filósofo era professor emérito da Universidade de São Paulo (USP) e doutor em filosofia pela Universidade Paris 1. Nascido em São Paulo, em 1935, ele é irmão do historiador Boris Fausto e do médico Nelson Fausto. 

Ruy publicou vários livros que discutem os rumos da política no Brasil, como “A esquerda difícil: Em torno do paradigma e do destino das revoluções do século XX e alguns outros temas” (Perspectiva, 2007) e “Outro dia: Intervenções, entrevistas, outros tempos” (Perspectiva, 2009).

Sua obra mais conhecia é “Sentido da dialética – Marx: Lógica e política” (Vozes, de 2015). Em 2017, publicou seu livro mais recente, Caminhos da esquerda: Elementos para uma reconstrução” (Companhia das Letras).

Fonte: Correio