Teich admite que mortes pela Covid-19 podem chegar a 1.000 por dia no país

Após um estudo da Imperial College, de Londres, apontar que o Brasil tem hoje a maior taxa de transmissão do novo coronavírus no mundo, o ministro da Saúde, Nelson Teich, admitiu na tarde desta quinta-feira (30) a possibilidade de mortes diárias pela Covid-19 mais que dobrarem no país. Só de ontem para hoje, o ministério registrou 435 novos óbitos pela doença. O total chegou a 5.901.

“Em relação ao número de mortes, um número de 1.000 por dia, se houver um movimento significativo da pandemia, é possível, sim, de acontecer, mas não quer dizer que vai acontecer”, disse Teich depois de ser questionado durante a coletiva do ministério na tarde desta quinta-feira, no Palácio do Planalto. Por esse motivo, Teich enfatizou que a prioridade absoluta da pasta neste momento é ajudar Estados e municípios a melhorar suas estruturas para atender as pessoas. 

“Vamos criar um link para mapear possíveis lugares de compra de respirador e EPIs, porque hoje nós temos respiradores nacionais, mas a gente tem que tentar buscar isso em outros lugares. A ideia é ter ao longo do mês quanto a gente tem de cada coisa. Vamos ter essa planilha do que vai ter e cruzar com a demanda dos Estados e municípios, tentando aumentar nossa capacidade de comprar e distribuir esses insumos”, explicou Teich.

Fonte: Agencia Brasil