Bahia registra cinco novas mortes por covid-19 e total sobe para 128

A Bahia já soma 128 mortes em decorrência da pandemia do novo coronavírus. No fim da tarde deste domingo (3), a Secretaria da Saúde do estado (Sesab) divulgou balanço e anunciou mais cinco óbitos por covid-19. Ao todo, de acordo com o levantamento, há 3.566 casos confirmados da doença, 71 a mais que no boletim anterior, publicado no início da tarde.

Segundo a Sesab, os diagnósticos ocorreram em 149 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (63,01%). Há 764 pacientes recuperados e 2.674 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas do coronavírus – o que são chamados de casos ativos.

As 128 fatalidades aconteceram em Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (1); Camaçari (1); Capim Grosso (1); Catu* (1); Feira de Santana (2); Gongogi (2); Ilhéus (5); Ipiaú (1); Itabuna (5); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Jequié* (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5); Maraú (1); Nilo Peçanha (1); Salvador (80); São Francisco do Conde (1); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vereda (1) Vitória da Conquista (4). 

O 124º óbito foi de um homem de 43 anos, residente em Vitória da Conquista, com doença renal crônica, em hemodiálise. Ele apresentou os primeiros sintomas no dia 12 de abri e faleceu no último sábado (2), em hospital privado.

A morte de número 125 foi também de um homem, de 82 anos, com insuficiência renal. Ele era residente em Vereda, com Ilhéus como município de infecção. Os primeiros sintomas vieram no dia 25 de abril, com a morte acontecendo na mesma data, em hospital público.

Um homem de 69 anos, residente em Caxias do Sul, com diabetes e HIV, foi a 126ª vítima fatal. Ele começou a ter sinais da covid-19 na última quarta-feira (29), morrendo sábado (2), em hospital privado de Feira de Santana.

O 127º óbito foi de um homem de 69 anos, residente em Salvador. Ele apresentou os primeiros sintomas no dia 17 de abril, falecendo neste domingo (3), em hospital da rede filantrópica. Ele tinha demência vascular, síndrome de fragilidade e hipertensão.

A fatalidade de número 128 foi de uma mulher de 77 anos, residente em Salvador, com histórico de diabetes e doenças cardíacas crônicas. Os primeiros sintomas surgiram no dia 23 de abril, ela foi internada no dia 25 e morreu neste domingo (3), em hospital privado da capital.

Segundo o boletim da Sesab, o Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 20.448 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, entre 1° de março e este domingo (3). Ao todo, 2.019 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.

O levantamento ainda aponta que há 7.930 casos descartados e 15.168 notificações em todo o estado.

Fonte: Correio