Empreendedora triplica faturamento com festinhas mais intimistas na quarentena

Foi em um momento de desespero que veio a ideia que transformou o que seria prejuízo em lucro. A designer Mary Carvalho, do Ateliê de Fofurices, trabalha com lembrancinhas personalizadas e itens de decoração para festas de aniversário e tomou um susto quando seis dos seus pedidos fechados para o início do mês de abril foram cancelados por conta da pandemia.

Ia ser necessário devolver até mesmo o dinheiro das encomendas pagas com antecedência pelos clientes. ”Não teríamos como manter o ateliê em funcionamento, até que eu imaginei a possibilidade de enxugar o pacote da festa, tornando-a mais íntima. Convidei minhas amigas confeiteiras, que também estavam passando pela mesma dificuldade com os cancelamentos, a fazerem um bolo menor com valor mais acessível que coubesse no bolso dos nossos clientes e aí agregamos o serviço de delivery”.

Apesar de não ter sido convidado, o coronavírus colocou todo mundo em isolamento, mas não conseguiu impedir que aquela tradicional data querida passasse em branco.  Ninguém ficou sem apagar as velinhas. Se em um mês normal Mary faturava R$ 1,4 mil, as festinhas mais intimistas garantiram um ganho mais que triplicado.

As festinhas com temas infantis são as mais procuradas
(Foto: Acervo Pessoal)

Lembra dos seis pedidos cancelados? Agora, o número passou de 32, quase cinco vezes mais. Outras encomendas estão chegando com as festas programadas para junho e julho, que ainda nem foram contabilizadas.

“Foi na cara e na coragem que busquei meus amigos donos de armarinhos, comprei material a prazo acreditando que o projeto daria certo. E aí não paramos de trabalhar um só dia. As confeiteiras estão fazendo uns 10 bolos por semana. Isso tem dado para todo mundo sair ganhando”, pontua Mary.

Até o momento, o grupo de empreendedores liderados por Mary que estão engajados na Festa Criativa Delivery conta com 17 profissionais, entre eles confeiteiras, motoboys e motoristas de Uber, estes dois últimos responsáveis por dar conta da entrega.

O valor dos kits varia de R$ 35 a R$ 200 e estimula justamente a festinha em casa só com aqueles familiares que compartilham juntos a mesma quarentena.

A empreendedora destaca isso: “Indicamos que só comemore as pessoas que moram na residência. No geral é um casal que tem dois filhos, mais uma avó ou avô, por exemplo, e não convida vizinho, primo, ninguém. Nós já fizemos festa criativa que só participou o pai a mãe e o filhinho de 2 anos. O que fica disso é o registro, que é para sempre”. 

O dia mais feliz

Ainda que a hora do parabéns venha sem o abraço caloroso dos amiguinhos vai ter brigadeiro sim e o aconchego de quem compartilha da mesma quarentena mais bolo, guaraná, bandeirola pendurada e a playlist completa do Grupo Canela Fina, Palavra Cantada e Mundo Bita também. A procura maior, segundo a designer, é pelos temas infantis.

“O maior público que atendemos tem sido o infantil. O nosso negócio está dando certo porque entendemos a necessidade de comemorar a vida mesmo de maneira mais simples. As crianças já estão isoladas, sem os amigos, sem os professores, sem o parquinho e no dia mais importante da sua vida passar em branco assistindo desenho? Não consigo imaginar um aniversário assim. O feedback tem sido tão sincero que chega a nos emocionar. Os relatos dos pais são recompensadores para o grupo como um todo”, diz. 

Outro ponto importante que conta a favor neste momento de pandemia é o cuidado com as normas de higiene para evitar qualquer risco de contaminação. Junto ao kit, Mary fez questão de colocar um card explicando direitinho como fazer ao receber o pedido via delivery. 

“As paletas acrílicas dos topos que vão entrar em contato com os bolos são higienizadas com álcool em gel e o cliente recebe um informativo para fazer o mesmo procedimento em casa. A gente se preocupou muito em reforçar estas dicas de como proceder ao receber o pedido”, afirma.

Unidos no parabéns

Para Mary, a viabilidade da  Festa Criativa Delivery só se tornou possível a partir do momento que ela entendeu que precisava se unir a outros pequenos empreendedores do ramo. “Só assim conseguimos virar o jogo. Descobri que ninguém faz nada sozinho e que um pode ajudar o outro a crescer sem se preocupar com a concorrência. Ao invés de vender um produto só meu, a gente vende o trabalho de um time”.

O espaço está aberto, inclusive, para outros profissionais que queiram se juntar ao grupo. “Somos imensamente gratos pelas parcerias. Nada cai do céu. É preciso adaptar o negócio e correr atrás. Convidamos todos aqueles que trabalham com festas para compartilhar desta iniciativa”.

E que os anjos digam amém e todo mundo possa voltar logo a encher a mesa de amiguinhos na hora do parabéns quando esse momento passar. “Acredito que, mesmo após a pandemia, vamos vender muitas festas criativas para serem comemoradas em casa”, completa.

CINCO DICAS PARA MONTAR A FESTINHA DO SEU FILHO EM CASA

1. Caso encomende um kit festa fique atento se foram seguidas todas as normas de segurança e proteção para evitar a contaminação pelo covid-19. Dê preferência a empreendedores que deixarem esse processo bem transparente.

2. Ao receber o seu pedido: higienize as mãos, tire os itens da sacola e descarte-a logo em seguida. Lave as mãos novamente e aí é hora de preparar a festinha.

3. Mas se você é bom de cozinha e de tutoriais, pode ir pra cozinha também e fazer um bolo do seu jeitinho. Na decoração, use papeis coloridos e as canetinhas para montar os cartazes. Dá pra fazer todo mundo junto e começar a festa mesmo antes da festa propriamente dita.

4. Tudo pronto: convoque todos da sua casa a se arrumarem para festa. A gente destaca aqui o quanto é importante não convidar ninguém que não more na mesma casa para não furar a quarentena. Confia que isso tudo vai passar e que a festa pode ser bem maior com todos os amiguinhos depois.

5. Crie um playlist das músicas que mais gosta ligue o som, cante dance e curta bastante. Afinal, que bom que alguém tão especial veio ao mundo né?

6. Bateu saudade dos amiguinhos? O diálogo, sempre. Inclusive, antes mesmo da festinha em casa começar. Bata um papo, reforce a importância de todos os cuidados  por conta da pandemia.

Fonte: Correio