Balança comercial brasileira tem superávit de US$ 6,7 bilhões em abril

A balança comercial brasileira registrou saldo positivo de US$ 6,702 bilhões em abril, o melhor resultado para o mês desde 2017, apesar de reduções tanto nas exportações quanto nas importações. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (4) pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia.

O superávit veio próximo do teto das estimativas na pesquisa do Projeções Broadcast, que ia de superávit de US$ 3,620 bilhões a US$ 6,900 bilhões. A mediana era de US$ 6,3 bilhões.

O saldo de abril ficou acima do registrado no mesmo mês do ano passado, quando o resultado foi positivo em US$ 5,6 bilhões.

No acumulado do ano, o superávit da balança está em US$ 12,264 bilhões, menos que os US$ 14,7 bilhões registrados em igual período de 2019. O Brasil está exportando menos e também comprando menos de outros países, ou seja, há uma redução na corrente de comércio com o resto do mundo.

No mês passado, as exportações somaram US$ 18,312 bilhões, uma queda de 0,3% na média diária ante abril de 2019. Já as importações chegaram a US$ 11,611 bilhões, um recuo de 10,5% na mesma comparação.

Apenas na quinta semana de abril, a balança registrou um superávit de US$ 1,768 bilhão.

O governo brasileiro prevê um superávit de US$ 46,6 bilhões na balança comercial em 2020.

O saldo seria resultado de US$ 199,8 bilhões em exportações e US$ 153,2 bilhões em importações. Ambos os resultados são piores do que em 2019, demonstrando uma expectativa de redução na corrente de comércio com o resto do mundo.

No ano passado, a balança ficou positiva em US$ 48 bilhões, com uma corrente de comércio (soma de exportações e importações) de US$ 402,7 bilhões. Neste ano, a expectativa é que essa corrente fique em US$ 353,0 bilhões.

Fonte: Agencia Brasil