Covid-19: Congresso decreta luto oficial de três dias pelas 10 mil mortes

Em uma resposta indireta ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que desistiu de fazer um churrasco para “1.300 convidados” neste sábado (9), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do Senado, David Alcolumbre (DEM-AP), decretaram luto oficial de três dias no Brasil em respeito às mais de dez mil pessoas mortas vítimas da Covid-19.

O ato publicado no Diário Oficial do Congresso prevê “a proibição de quaisquer celebrações, comemorações ou festividades no país enquanto durar o período do luto oficial”. Além disso, a partir das 14h de hoje, a bandeira do Brasil que fica em frente à sede do Poder Legislativo será hasteada a meio mastro.

“Solidários a essa dor, em respeito à morte desses dez mil brasileiros, o Congresso Nacional decreta luto oficial de três dias. Este Parlamento, que representa o povo e o equilíbrio federativo desta Nação, não está indiferente a este momento de perda, de tristeza e de pesar”, declarou o senador Alcolumbre em sua conta oficial no Twitter.

Maia se encontra com Mandetta

O deputado federal Rodrigo Maia postou o documento sobre o luto oficial e lembrou sobre o drama vivido pelas famílias das vítimas “Esta homenagem é à sua memória e em respeito ao luto das famílias que, em muitos casos, nem puderam se despedir por causa do risco de contaminação”, declarou.

Ontem, Maia recebeu o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e postou uma foto ao lado dele dizendo ter conversado com o ex-deputado federal “sobre a grave situação que o país enfrenta, as nossas dificuldades no combate ao coronavírus e a importância de considerar as medidas de prevenção e o isolamento”.

Fonte: Agencia Brasil