Baú de Marrom: momentos marcantes da carreira da mainha Ivete Sangalo

Neste domingo, Dia das Mães, Ivete Sangalo estará em sua casa, na Praia do Forte, no Litoral Norte da Bahia, com o marido Daniel Cady e os filhos Marcelo e as gêmeas Helena e Marina. Serelepe como sempre, ela não vai ficar parada e vai fazer mais uma live dessa vez dedicada a todas as mamães.

Se não fosse a pandemia do novo coronavírus Ivetinha não estaria recolhida. Com certeza cumpriria sua agenda de shows nacionais e internacionais. Sempre bem recebida pelo público. Eu sou testemunha porque além das grandes apresentações no Brasil eu já acompanhei a artista em eventos como Rock in Rio Lisboa, Rock in Rio Madri, Rock in Rio Las Vegas, Brazilian Day em New York, Festival de jazz em Montreux e por aí vai.

A começar pelo primeiro Rock in Rio em Lisboa em 6 de maio de 2004 no qual ela participou ( as outra atrações brasileiras em dias diferentes foram Gilberto Gil e Daniela Mercury). Eu estava na noite de Daniela que teve como headliner Britney Spears e na noite de Ivete o headliner foi Sting. Foi uma apresentação tão pra cima que mainha conquistou de vez os portuguese e o coração da familia Medina (leia-se Roberto Medina idealizador do Rock in Rio no Brasil e no mundo) a ponto de ela virar uma espécie de talismã e se apresentar nas várias edições seguintes.

Assim aconteceu com o Rock in Rio Lisboa sempre realizado no mês de maio em 2006, 2008, 2010, 2014 e 2016. Exceto em 2019 quando comemorou os 15 anos e foi realizado no mês de setembro. Depois de um hiato sem viajar com Ivete, em 2008 eu fui cobrir dois eventos.  A estreia do Rock in Rio Madrid no dia 28 de junho que teve também  Carlinhos Brown, o Rei da Espanha. De Madrid fomos para a cidade de Valladolid no mesmo pais para outro show.

Antes de voltar ao Rock in Lisboa em 2006, Ivete protagonizou no dia 9 de julho de 2005, um dos encontros memoráveis da chamada Noite Baiana do lendário e conceituado Festival de Jazz de Montreux, na suíça francesa em sua 39º edição.

Sim, Porque o Festival tinha a chamada Noite Brasileira com astros da MPB tipo Gil, Elis Regina, João Gilberto, Gal Costa entre outros e uma Noite Baiana com os artistas da Axé Music que estava no auge. Por lá passaram Asa de águia, É O Tchan, Terra Samba e muitos.

A noite a que me refiro teve apresentações individuais de Daniela Mercury, Margareth Menezes e Ivete Sangalo que foi a última a cantar. Antes de encerrar ela convitou Maga e Daniela. Juntas, elas levantaram a platéia. Ivete cantou com uma bota ortopédica pois tinha sofrido uma torção. Infelizmente, anos depois a Noite Baiana foi extinta porque começou a ter problemas de prostituição e as autoridades suiças exigiram o encerramento dessa noite apesar de fazer um grande sucesso e vender todos os ingressos.

Fora dos grandes eventos, também em 2010 no dia 4 de setembro,  Ivete fez o lance mais ousado de sua carreira. Resevou o Madison Square Gardem, templo por onde passaram e passam astros do mundo inteiro como Elvis Presley, Michael Jackson, Bob Dylan e Eric Clapton, para gravar seu DVD com pompa e circunstâncias.E não é que os brasileiros invadiram a cidade que nunca dorme? Claro que os baianos como sempre roubaram a cena.

Recordo que quando fui pegar a camisa e o convite que davam acesso num hotel próximo onde aconteceria a gravação me senti como se estivesse na véspera do Carnaval em Salvador. Uma fila de gente costumizando as camisas numa confraternização bem caracteristica dos foliões baianos. Para esquentar ainda mais o público, durante o show Ivete Sangalo convidou  Netinho, Preta Gil e Margareth Menezes, que subiram ao palco e deram mais molho ainda ao ambiente (eles não participaram da gravação do DVD). E a carreira de Ivete no exterior continuou crescendo e se consolidando, mesmo ela fazendo questão de afirmar que seu porto seguro é o Brasil. 

Quatro anos depois, Ivete Sangalo voltaria aos Estados Unidos no dia 31 de agosto de 2014 como a grande estrela do Brazilian Day New York, evento apoiado pela Globo Internacional voltado para a comunidade brasileira que mora na Europa e no Canadá. Ela se apresentou sob uma chuva torrencial que não afastou o público nem Ivete deixou a festa esmorecer.

Assim como aconteceu quando ela se apresentou pela primeira vez no Rock in Rio Lisboa e Madrid eu também fui convidado para a estreia do evento em Las Vegas nos EUA. Ela se apresentou em 15 de maio de 2015 sem o mesmo brilho do português. Mas em se tratando de Ivete ela animou o público e mesmo num momento adverso mostrou sua experiência em lidar com  a multidão. Assim qu entrou no palco tomou um tombo espetacular que assutou a platéia e a produção. E como diz a letra daquela musica “ela levantou a poeira e deu a volta por cima”.

Dois anos depois, em julho de 2017 estava eu lá de novo seguindo Veveta. Foi numa excursão relâmpago pela Europa onde passou dia 28 por Milão (Itália); dia 29  Lisboa (Portugal) e encerrou dia 30 em Londres (Inglaterra). Apesar de ter tido um contato muito rápido na capital inglesa esse show tinha um significado especial para mim pois estava voltando à cidade sete anos depois deter morado lá por um tempo fazendo um curso de inglês. E tivemos tempo de passear ao lado de Fábio Almeida, empresário de Ivete, sua mulher Camila, meu amigo Thiago, de Manaus, e Cinthia Sangalo, irmã de Ivete.

Ainda em 2017  recebi mais um convite para ver a cantora em Santiago do Chile. Quase que não viajo. Porque a apresentação estava marcada para o dia 21 de outubro, mas no dia 20 tinha Paul McCartney em Salvador. Feito os cálculos eu fui para a Arena Fonte Nova e deixei a mala pronta em casa.  Assim que terminou o show  do eterno Beatles fui direto para o aeroporto e cheguei no dia da apresentação. Lá encontrei com meu amigo Niltinho e seu namorado Arthur que foram só para ver a apresentação da musa. E para surpresa de todos Arthur  deu de presente a Ivete um álbum de fotos e recortes que ele fez sobre a arista, quando era um adolescente. Ivetinha adorou. Arthur chorou de emoção e a festa rolou com todo axé. 

Em paralelo aos shows pelo Brasil, Ivete Sangalo continua abrindo novos mercados Nos dois últimos anos ela se apresentou no Florida Cup Fan Fest que acontece no Music Plaza Stage do Universal Studios Florida ( Orlando, EUA) em 11 de  janeiro de 2019 repetindo a dose no dia 19 de janeiro em 2020. Mas dessa vez eu não estava presente.

Fonte: Correio