Tudo que você precisa saber sobre o isolamento mais duro nos bairros

Os bairros da Boca do Rio, Centro e Plataforma passarão por regimes de isolamento social mais duros a partir desta segunda-feira (11). Para conter o avanço dos casos de coronavírus nestas áreas, a Prefeitura de Salvador determinou a adoção de restrições de acesso, principalmente de veículos. O CORREIO preparou um guia para sanar dúvidas de moradores, frequentadores e trabalhadores destes locais.

A operação nas três regiões contará com equipes da Guarda Civil Municipal, Transalvador, Polícia Militar, Limpurb, Secretaria Municipal da Ordem Pública (Semop), Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre).

De acordo com a Transalvador, as barreiras fixas de interdição de ruas já começaram a ser instaladas no Centro e Boca do Rio durante este fim de semana. A superintendência também ampliou a sinalização de proibição de estacionamento em vias dos dois bairros. Já a Limpurb aproveitou para iniciar a desinfecção de pontos de ônibus e empreendimentos. Na segunda-feira, a Sedur começará a fiscalizar o fechamento completo do comércio e a solicitação de retirada de vendedores ambulantes.

O prefeito ACM Neto chegou a anunciar que as interdições valeriam a partir de sábado (9), mas a operação foi adiada para a segunda-feira devido às fortes chuvas. Antes do comércio formal e informal encerrar em função das novas medidas restritivas, moradores dessas regiões correram às compras, motivados pelo Dia das Mães.

Num breve passeio pela Boca do Rio neste domingo (10), havia grande movimentação de pessoas e lojas abertas, incluindo mercado ambulante. O fotógrafo Tiago Caldas flagrou boa parte do pessoal usando máscaras, mas também teve quem não estivesse usando a peça de proteção.

A dona de casa Sandra Conceição, 58, que vive no bairro, reconheceu a importância das ações de contenção ao vírus, mas achou ruim o fechamento das lojas nos próximos sete dias. “O bloqueio é ruim, ainda mais para quem precisa fazer as compras do Dia das Mães. Fiquei triste ao saber disso porque as pessoas querem sair de casa. Às vezes, temos que resolver as coisas na rua”, disse. 

O comércio, de fato, terá que baixar as portas, mas, pelo menos por enquanto, a dona de casa terá liberdade para sair de casa sem impedimentos, já que as ações da prefeitura não configuram lockdown — ação mais extrema que impõe isolamento total e compulsório. A estratégia da prefeitura, por enquanto, é reduzir a circulação de veículos e pessoas nas regiões selecionadas, mas os moradores ainda poderão sair de casa a qualquer hora.

Quanto tempo essas restrições vão durar?

As medidas valem a partir de sábado e, a princípio, vão vigorar por sete dias, com probabilidade de prorrogação e extensão para outras áreas da cidade com registro de aglomerações e alta de casos de covid-19.

Como será o acesso a transporte nessas áreas?

A prefeitura garante que o transporte público permanecerá inalterado, com acesso total a ônibus e metrô. No entanto, serão feitas interdições em vias (ver tabela abaixo), onde todos os veículos serão abordados e quem não reside na área não poderá ter acesso durante o horário estipulado. Somente moradores terão liberdade de circular a qualquer hora do dia.

Como será feita a operação da prefeitura?

A ação estará a cargo de equipes de diversos órgãos, responsáveis por interdição de ruas, blitz com testes de covid-19, medição em massa de temperatura e distribuição massiva de máscaras. As ruas com regras mais duras passarão por serviço de limpeza e desinfecção, com orientações também aos moradores sobre combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e Chikungunya. Haverá distribuição de cestas básicas para ambulantes e feirantes, mesmo que já tenham recebido o auxílio emergencial do governo federal e benefícios municipais e estaduais.

Tenho que andar com o comprovante de residência?

É importante, mas não obrigatório. Para poder entrar no bairro com veículos, é necessário apresentar o comprovante de residência ou de trabalho, para atestar que você é habitante ou está empregado na região. Somente moradores terão liberdade de circular nesses locais a qualquer hora do dia.

Se eu sair de casa, posso ir para outro bairro?

Sim. Quem chegar ou sair através de transporte público e a pé entrará nos bairros sem impedimento. Serão abordados apenas veículos. Se a pessoa a bordo do carro trabalha na área, terá que apresentar documento oficial, como carteira de trabalho, crachá, contracheque ou declaração escrita pelo responsável do local de trabalho.

Moro em uma rua que foi interditada. Posso circular normalmente pela via?

Sim, desde que você caminhe. A circulação de pedestre não está proibida. Se for sair de carro, tenha sempre em mãos comprovante de endereço.

As barreiras e restrições vão funcionar 24 horas por dia?

Não. As áreas só estarão sob restrição das 7h às 19h.

Como fica o resto da cidade?

Permanecem proibidas na cidade inteira todas as atividades comerciais — formais e informais —, assim como os serviços não essenciais. Supermercados, farmácias, bancos e lotéricas continuam em funcionamento.

Posso chegar lá usando transporte por aplicativo ou táxi? 

Não. A entrada de táxis e carros de aplicativo não será liberada. Os usuários desses serviços deverão descer do veículo o mais próximo do seu destino.

RUAS COM BLOQUEIOS

Boca do Rio

  1. Rua Hélio Machado/*Rua Abelardo Andrade de Carvalho
  2. Rua Desemb Lineu Lapa Barreto/Rua Novo Paraíso
  3. Rua Bernadete Dias (Igreja Universal)
  4. Rua Lavínia Magalhães (Loja Muito Mais)
  5. Rua Eduardo Campos (Clínica Vamos Sorrir)
  6. Rua Professor Reginaldo Leon (A Papelaria)
  7. Rua da Tranquilidade (Drogasil)
  8. Rua da Maçonaria (Drogasil)

Centro: Trecho de intersecção entre Av. Joana Angélica e Av. Sete de Setembro

  1. Avenida 7 de Setembro x Horácio César
  2. Rua Direita da Piedade X Rua Politeama de Cima
  3. Rua Direita da Piedade X Praça da Piedade em frente a antiga SSP
  4. Rua Direita da Piedade X Praça da Piedade em frente a antiga SSP
  5. Rua Professor Américo Simas X Avenida Joana Angélica
  6. Rua da Mouraria X Avenida Joana Angélica
  7. Rua da Mangueira X Avenida Joana Angélica
  8. Rua Horácio César X  Av.7 de Setembro (Sebrae)
  9. Rua Clóvis Spínola X Avenida 7 de Setembro (CEF)
  10. Rua Clóvis Spínola X Rua Direita da Piedade (retorno Orixás Center/Rua Direita da Piedade)
  11. Rua Pedro Autran X Rua Carlos Gomes
  12. Praça da Piedade/Rua Portão da Piedade (Instituto Histórico e Geográfico)
  13. Rua do Paraíso/ Av. Sete de Setembro
  14. Largo São Bento/Av. Sete de Setembro

Plataforma: Largo do Luso
Não haverá interdição de trânsito, apenas fechamento completo do comércio formal e informal.

Fonte: Correio