Pelo menos 98 enfermeiros já morreram de coronavírus no Brasil, aponta estudo

O número de enfermeiros afastados do trabalho devido à contaminação pelo novo coronavírus aumentou cerca de 48 vezes no Brasil entre os dias 5 de abril e 5 de maio, aponta levantamento feito pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Desde o início da pandemia, 98 profissionais teriam morrido em decorrência da doença.

Segundo o estudo, no início do período analisado, eram 230 casos suspeitos ou confirmados, mas, ao final, esse número saltou para 11 mil. Já em relação aos óbitos, que eram 30, foram para 94.

Até esse domingo (10), subiu para 12 mil afastamentos e 98 o número de mortes desses profissionais, que atuam na linha de frente do combate á Covid-19. 

Ainda de acordo com o Cofen, as mulheres dessa categoria são as mais afetadas pela doença – elas totalizam aproximadamente 10 mil casos, e também correspondem por 60 das 98 mortes notificadas.

Campanha

Devido à rápida transmissão da Covid-19 entre os profissionais de saúde, o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, criou a Campanha Solidariedade, com o objetivo de combater coronavírus entre essas pessoas mediante a distribuição de óculos de proteção aos hospitais e entidades de classe.

“A falta de proteção ocular representa um risco para a saúde pública, afirma. Isso porque, um estudo da AAO (Academia Americana de Oftalmologia) alerta que os olhos e o nariz estão interligados pelo ducto lacrimal que pode levar o coronavírus a todo sistema respiratório”, informou o Cofen.

“A boa notícia é que os patrocinadores da campanha, Fundação Abióptica, Essilor Brasil e Allprot aumentaram de 5 mil para 12 mil os óculos de proteção disponibilizados para a campanha. Isso permitiu ampliar a doação à enfermagem de 1,35 mil para 8,35 mil EPIs. Na última semana Queiroz Neto entregou mais 7 mil unidades na sede da Sinsaude Campinas à presidente em exercício, Sofia Rodrigues do Nascimento e ao presidente da Federação Paulista da Saúde, Edison Laércio de Oliveira. Na mesma semana, foram doados 550 óculos de proteção ao HC da Unicamp, 300 ao hospital da PUC-Campinas, 300 ao Hospital São Vicente de Jundiaí e 300 ao Hospital São Francisco de Bragança”, concluiu.

Fonte: Agencia Brasil