TCU indica adiamento do Enem devido à pandemia e dá prazo de 5 dias para Inep

O Tribunal de Contas da União (TCU) deu cinco dias para o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) se manifestar sobre o cronograma do Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio.

No despacho, do dia 4 de maio, o ministro Augusto Nardes, do TCU, diz que a pandemia do novo coronavírus tem profundos reflexos na educação e indica existir necessidade de alteração do calendário da prova.

Ele afirma que a crise da Covid-19 coloca em risco os princípios, diretrizes e objetivos do exame.

As inscrições para o Enem abriram nesta segunda-feira (11).

A manifestação do ministro foi dada em uma representação feita pelos deputados Idilvan Alencar (PDT-CE) e Túlio Gadêlha (PDT-PE). Os parlamentares pediram a suspensão do cronograma.

Entre 19 países que têm exames de ingresso no ensino superior similares ao Enem, apenas cinco mantiveram o calendário de aplicação de provas. O Brasil é um deles.

Fonte: Agencia Brasil