Covid-19: Governo do Piauí proíbe venda de bebida alcoólica no Estado

O governo do Piauí anunciou nesta quarta-feira (13) uma série de novas medidas restritivas para tentar conter o avanço do casos do novo coronavírus, entre elas, a proibição da venda de bebidas alcoólicas em todo o Estado.

Segundo o governador Wellington Dias (PT), a ‘lei seca’ passa a valer a partir da meia-noite da próxima sexta-feira (15) e vai até o domingo (17). De acordo com o político, a medida visa reduzir a ocorrência de acidentes com veículos no Piauí que, segundo ele, têm lotado as UTIs dos hospitais do Estado.

“Bares que vendem (bebida alcoólica), pessoas que se aglomeram, que estavam transitando bêbadas, entupindo as UTIs de saúde. Nesse caso, será tratado como crime. Isso nós vamos coibir”, argumentou Dias em entrevista à TV Clube.

Outras medidas

Além da ‘lei seca’, o governador piauiense, determinou a suspensão do transporte intermunicipal, novos horários de funcionamento para postos de combustível (ainda não divulgado), além de fechar bancos e lotéricas e obras de construção e criar barreiras nas divisas do Estado com regras de quarentena.

De acordo com dados do ministério da Saúde, o Piauí acumula até então mais de 1.600 casos confirmados com 57 mortes. Segundo o governador, com as novas medidas, o objetivo é elevar o nível de isolamento social no Estado para mais de 50%, que caiu 10 pontos percentuais na última semana.

“Chegamos nessa semana a 47% da nossa capacidade ocupada de UTI, acendeu a luz amarela. Não queremos entrar em colapso”, completou Dias.

Fonte: Agencia Brasil