Após saída de Teich, quem são os cotados para assumir o Ministério da Saúde?

Após o pedido de demissão deNelson Teich, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) já trabalha nos bastidores do Palácio do Planalto para escolher o novo ministro da Saúde.

O nome mais cotado é do general Eduardo Pazuello, atual secretário-executivo do ministério, que assume inteirinamente a pasta a partir desta sexta-feira (15). Ex-comandante da 12ª Região Militar da Amazônia, Pazuello é militar de carreira do Exército com formação na áre de logística, sem qualquer experiência na área médica.

Outro cotado para assumir o lugar de Teich é o deputado federal e médico Osmar Terra (MDB-RS). Seu nome chegou a ser ventilado para assumir o ministério da Saúde após a demissão do ministro Luiz Henrique Mandetta.

Médico e gaúcho, Terra é ex-ministro da Cidadania do próprio governo Bolsonaro e passou a ganhar espaço novamente ao se alinhar ao discurso do presidente em relação a flexibilização do isolamento social e do uso indiscriminado da cloroquina como forma de tratamento para a Covid-19.

Além de Pazuello e Terra, a médica Nise Yamaguchi, outra entusiasta do uso da cloroquina para tratar o novo coronavírus e da adoção do isolamento vertical, também pinta como nome especulado para assumir o ministério da Saúde. 

A médica do Hospital Albert Einstein, de São Paulo, inclusive estava no Palácio do Planalto nesta sexta-feira (15), onde acompanhou uma cerimônia sobre o combate à violência doméstica. Depois, chegou a se reunir com o presidente Bolsonaro.

 

 

Fonte: Agencia Brasil