Van Persie diz que levou tapa na cara na Fonte Nova: 'Em choque'

A Fonte Nova recebeu uma série de jogos memoráveis na Copa do Mundo de 2014. Entre eles, uma disputa de pênaltis entre a Holanda e a Costa Rica, nas quartas de final, após empate em 0x0 no tempo regular e na prorrogação. O jogo, vencido pelos europeus, foi marcante também para o ex-atacante Robie Van Persie – mas não só pelo resultado como por um motivo extra-campo.

Em entrevista ao livro LVG – O Técnico e a Pessoa Total, uma biografia sobre o treinador Louis Van Gaal, o ex-jogador contou que levou um tapa na cara do antigo comandante durante aquela partida. Segundo Van Persie, o incidente aconteceu após ele ter se recusado a ser substituído no tempo extra, mesmo com cãibras.

“Quando a prorrogação terminou e nos juntamos perto da linha lateral, ele chegou perto de mim e de repente me deu um tapa. Bang! Ele me deu um tapa de mão aberta e disse, com raiva: ‘Nunca mais faça isso de novo’. Fiquei em choque. Ele disse para eu seguir em frente e garantir que converteria o pênalti”, revelou Van Persie.

O ex-atacante se recusou a sair de campo na prorrogação, mesmo com os gritos de Van Gaal e das dores. Ele foi o primeiro jogador da Holanda a bater e marcou o gol. A disputa, aliás, teve o goleiro Tim Krul entrando apenas na hora da cobrança dos pênaltis. Deu certo: o arqueiro pegou duas bolas e os europeus venceram por 4×3.

Louis Van Gaal foi treinador da Holanda em duas oportunidades: entre 2000 e 2002 e, depois, entre 2012 e 2014. Já Van Persie esteve na seleção principal entre os anos de 2005 e 2017.

O técnico Van Gaal: tapa em Van Persie na Fonte Nova
(Foto: Damien Meyer/AFP)

Fonte: Correio