Mãe confessa ter matado menino de 11 anos com overdose de medicação

A Polícia Civil do Rio Grande Sul confirmou na noite da última segunda-feira (25) que Alexandra Dougokenski, mãe de Rafael Mateus Winques, de 11 anos, confessou ter matado o filho devido a uma overdose de medicação, versão que está sendo investigada. O corpo do garoto foi encontrado em Planalto, no norte do Estado, logo após a confissão.

Segundo a Polícia Civil, o corpo de Rafael foi localizado dentro de uma caixa, coberto com um lençol branco, em uma casa abandonada, nas proximidades de onde ele residia com a mãe. 

Em entrevista à Rádio Gaúcha, a delegada Nadine Anflor afirmou que os investigadores chegaram ao corpo após a mãe confessar o crime e apontar onde deixou o cadáver do filho. Ela teria matado o filho de maneira culposa (sem intenção de matar) ao aplicar uma medicação no menino, que, segundo ela, era “muito nervoso”. 

“Ela é investigada agora dentro do inquérito policial, está passando por interrogatório. Então, ela está sendo indiciada neste momento. Não sei se já chegou ao poder Judiciário, mas deve estar chegando em breve a representação da prisão dessa mãe pelo crime de homicídio”, afirmou Anflor.  

Ainda segundo a delegada, há a suspeita de que alguém da família tenha ajudado a mãe do garoto. 

“Não se descarta a participação de outras pessoas. Isso não quer dizer que nós temos outros suspeitos, mas não se descarta em nenhum momento essa possibilidade”, concluiu. 

Na noite desta segunda-feira (25), a Justiça aceitou o pedido de prisão temporária. A mulher será encaminhada ao sistema prisional da cidade. 

Fonte: Agencia Brasil