Brasil passa, mais uma vez, das 1.000 mortes por coronavírus em apenas 24 horas

Entre essa segunda-feira (25) e esta terça-feira (26) o Ministério da Saúde registrou 1.039 novas mortes causadas pelo novo coronavírus e 16.324 casos da doença no Brasil. A taxa de letalidade gira em torno de 6,3%.

Ao todo, o país tem 391.222 pessoas infectadas e 24.512 óbitos em decorrência da Covid-19. A pasta também informou o número de pessoas curadas: são 158.593 recuperados e 208.117 enfermos em acompanhamento.

O Estado de São Paulo segue liderando em número de casos (86.017) e mortes (6.423) decorrentes da doença; seguido pelo Rio de Janeiro (40.024 casos e 4.361 óbitos) e Ceará (37.021 e 2.603).

Minas Gerais tem, até o momento, 7.516 pessoas diagnostcadas com a Covid-19, sendo que 234 morreram. Doença já atingiu 397 municípios do Estado.

O Brasil segue ocupando a segunda posição entre as nações com mais casos de Covid-19 no mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, que acumula mais de 1,6 milhão de infectados, segundo dados compilados pela plataforma da Universidade Johns Hopkins até às 19h desta terça-feira. Na lista de países com mais mortes acumuladas, o Brasil ocupa a 6ª posição. Só fica atrás de Estados Unidos (98.717), Reino Unido (37.130), Itália (32.955), França (28.533) e Espanha (27.117 ).

Em todo o mundo, a Covid-19 já infectou 5,5 milhões de pessoas, causando a morte de 348 mil delas, também de acordo com os dados da Universidade Johns Hopkins. Depois do início do surto na China em dezembro, pico na Europa e nos Estados Unidos em março e abril, a América do Sul passou a ser considerada o novo epicentro da doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Fonte: Agencia Brasil