Jovem é presa após gastar auxílio emergencial do amante de sua mãe

Uma mulher, de 28 anos, foi presa na última segunda-feira (25), em Várzea Grande, no Mato Grosso do Sul, após ser acusada de gastar os R$ 600 do primeiro mês de auxílio emergencial que foram recebidos pelo amante da mãe dela, um homem de 50 anos.

O amante de sua mãe já havia procurado a polícia no sábado (23), quando começou a desconfiar de que havia sido passado para trás pela mulher. Naquela data, porém, ele não soube explicar aos oficiais como o furto teria ocorrido.

Na segunda, entretanto, revelou aos polixciais que havia pedido ajuda à suspeita, para que ela realizasse seu cadastro no programa de auxílio emergencial. Para tal, entregou a ela seu cartão da Caixa Econômica Federal. Quando questionava a que par estava a solicitação, a mulher que ainda estava em análise, mesmo depois de ele ser beneficiado pelo coronavoucher. 

Desconfiado, o homem consultou seu extrato e percebeu que seu cartão vinha sendo usado. Foi então que ele procurou a Caixa e foi informado que, inclusive, a segunda parcela do auxílio já havia sido sacada.

Foi então que ele procurou a polícia e a mulher optou por repassar R$ 600 para ele, que eram referentes à segunda parcela do auxílio emergencial. A primeira, porém, ela gastou sozinha com o cartão de débito dele. E ao entender isso, ele acionou a Polícia Militar, que a interrogou e conseguiu a confissão.

A mulher foi encaminhada à Central de Flagrantes de Várzea Grande, onde o caso foi registrado como apropriação indébita e ocorrências atípicas, de natureza diversa.

Fonte: Agencia Brasil