Neto fala em toque de recolher se restrições não forem seguidas

O prefeito ACM Neto afirmou que o toque de recolher em Salvador não está descartado, afirmando que a medida pode ser retomada se as pessoas continuarem a desrepeitar as restrições impostas para combater a pandemia do novo coronavírus.

“Se uma parte da população insistir em descumprir as determinações, fazendo festa, provocando aglomerações, não teremos outra alternativa a não ser decretar o toque de recolher em Salvador. Não é o que queremos, mas não podemos aceitar atitudes de desrespeito à vida”, escreveu o prefeito nas redes sociais, compartilhando imagem de aglomeração na rua.

Por conta da antecipação do feriado de São João para essa semana, teve quem foi para rua soltar fogos e até fazer guerra de espada, o que foi criticado ontem por ACM Neto. 

Ele disse ontem que a atitude de celebrar na rua demonstra desrespeito às famílias que perderam algum parente na pandemia da covid-19. “Isso demonstra uma completa insensibilidade com milhares de mortos no país. Não é o momento de comemorar nada. O momento agora é de todos nos unirmos para salvar vidas. Faço um apelo para que todos se unam nesse mesmo propósito”, pediu. Na ocasião, o prefeito também lembrou que Salvador tem 88% dos leitos de UTI da rede pública ocupados.

Imagens de guerra de espadas foram registradas no bairro de Periperi, perto da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Os vídeos mostram dezenas de pessoas, todas sem máscaras, aproveitando a festa. “São João antecipado, né?”, comenta um. Outro aparece colocando a espada na boca.

Fonte: Correio