Sedur interdita 593 estabelecimentos em Salvador somente nesta quinta-feira (28)

Quase 600 estabelecimentos foram interditados somente nesta quinta-feira (28) pela força-tarefa da Prefeitura de Salvador, liderada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), com apoio da Polícia Militar (PM). Os 593 estabelecimentos comerciais foram fecados porque estavam funcionando de forma irregular em toda a cidade no primeiro dia em que decreto autoriza apenas o funcionamento de serviços essenciais.

De acordo com a Sedur, as equipes formadas por 120 agentes públicos circularam por diversos bairros da capital baiana. Cerca de 2,6 mil estabelecimentos foram vistoriados e as localidades com maior número de ações fiscais foram Boca do Rio, com 62 interdições, Pernambués, com 54, Tancredo Neves e Avenida Jorge Amado, com 45 interdições cada. Em Itapuã, os fiscais fecharam 34 estabelecimentos e na Ladeira da Água Brusca, outros 32. 

De acordo com o decreto municipal nº 32.431/2020, nesta quinta (28) e sexta-feira (29) só podem funcionar mercados, farmácias, padarias, delicatessens, agências bancárias e lotéricas, estabelecimentos que fazem delivery (proibida a retirada no local), repartições públicas e cartórios. Podem funcionar também clínicas veterinárias, serviços de imagem radiológica, atendimento de tratamento contínuo (oncologia, hemoterapia e hemodiálise) e laboratório de análise clínica. 

Bairros restritos
As medidas regionalizadas estavam em ação em oito bairros de Salvador, nesta quinta-feira (28): Plataforma, Lobato, Liberdade, Brotas, Cosme de Farias, Uruguai, Massaranduba e Periperi. Nessas localidades, foram executadas 1045 vistorias e 95 interdições. Em Plataforma, foram interditados 36 estabelecimentos, 16 no Uruguai e 15 em Periperi. Esse três foram os bairros que registraram os maiores índices de estabelecimentos interditados. Desde o dia 11 de maio, já foram realizadas cerca de 17 mil vistorias e 950 interdições.

Fonte: Correio