Itaberaba: 14 idosos e 7 funcionários de asilo testam positivo para covid-19

Quatorze idosos residentes da Associação Lar dos Velhos, em Itaberaba, na região da Chapada Diamantina, testaram positivo para o novo coronavírus. Sete funcionários do local também estão infectados.

De acordo com a instituição, todos os moradores e trabalhadores passaram por testes rápidos nas últimas quinta (28) e sexta-feira (29).

Dentre os idosos infectados, apenas um apresentou sintomas e foi encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município, informou a associação.

Apesar de possuírem comorbidades, como diabetes e hipertensão, os residentes da instituição de longa permanência para idosos têm bom quadro de saúde.

“Improvisamos um isolamento na capela da instituição no dia 20 de maio. Um idoso que apresentou sintomas foi colocado em isolamento no local. Após os testes do dia 28, ele foi encaminhado para a UPA, mas já está medicado e estável”, afirmou a administradora da instituição, Sandra Oliveira.

De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde de Itaberaba, Aline Barros, o único idoso sintomático apresentou os primeiros sintomas em 17 de maio. O Lar dos Velhos abriga atualmente 55 idosos e conta com 19 funcionários.

Ainda segundo o Lar dos Velhos, os idosos infectados possuem entre 70 e 100 anos e estão isolados dos demais em uma ala separada por gênero. São dez homens e quatro mulheres residentes com a doença.

Os funcionários que testaram positivo para a doença estão de quarentena em casa e também possuem um quadro estável. Eles são monitorados pela Secretaria de Saúde do município. De acordo com a instituição, os trabalhadores foram afastados logo após o diagnóstico. 

As visitas aos idosos do asilo foram suspensas em 15 de março, por isso, a administradora da instituição acredita que um funcionário tenha levado o vírus para o local. “A gente tinha o controle dentro da intuição, mas não tinha como controlar os funcionários.  Mas, ao certo, ninguém sabe como as infecções aconteceram”, disse Sandra.

A vigilância em saúde investiga a situação e traça os contatos dos infectados. Novos testes serão realizados na associação. De acordo com a coordenadora do órgão, a prefeitura de Itaberaba solicitou uma remessa de swabs nasais para o governo do estado no último sábado.

“Nesse caso, não vai ser a testagem rápida. Estamos fazendo a investigação para saber quantos idosos poderão ser testados com o material que será recebido”, afirmou Barros.

A primeira visita da vigilância em saúde do município ao asilo ocorreu em 20 de maio. Na ocasião, foi feita a triagem dos idosos do local. Além de monitorar todos os pacientes – mesmo aqueles com testes negativos, o órgão ainda presta assistência médica e dá apoio no fornecimento de Equipamentos de Proteção Individuais aos asilo, que é privado.

*Com orientação da subeditora Clarissa Pacheco.

Fonte: Correio