Em meio a uma onda de protestos ao redor do mundo após a morte do negro George Floyd, nos Estados Unidos, o programa Em Pauta, da Globo News, foi apresentado na noite desta quarta-feira somente por jornalistas negros da emissora tendo como pauta o racismo.

Dividindo a tela do principal canal fechado de notícias do país, Heraldo Pereira apresentou a edição que incluiu as comentaristas Aline Midlej, Flávia Oliveira, Zileide Silva, Maju Coutinho e Lilian Ribeiro.

Na edição histórica contra o racismo, os jornalistas comentaram o momento político e compartilharam o drama de quem vive de perto a desigualdade racial no Brasil.

Em um dos momentos mais emocionantes, Lilian Ribeiro contou aos telespectadores que enquanto cursava a faculdade seu pai tinha apenas uma calça jeans para ir trabalhar, mas não tinha como comprar outra porque tinha que arcar com os custos dos estudos dela. Para secar a roupa entre uma lavagem e outra, ele era forçado a colocá-la atrás da geladeira para secar.

Zileide Silva e Aline Midlej, ambas filhas de mestres de obras, compartilharam as dificuldades para conseguirem romper as barreiras da desigualdade racial.

Midlej contou um episódio de racismo que ocorreu logo que deixou a produção e passou para a frente das telas e o chefe lhe disse: “Aline, eu só acho que a gente precisa mudar umas coisinhas. Sabe, você é bonita, você tem presença, sua voz é boa, mas sabe o cabelo eu acho que não vai ser bem assimilado”. Ela contou então que rejeitou a mudança e disse que não seria naquela emissora que começaria como apresentadora e depois rejeitou um convite para voltar á emissora. 

As histórias levaram o apresentador Heraldo Pereira às lágrimas no penúltimo bloco. E o apresentador encerrou o programa com o punho cerrado erguido, gesto símbolo do movimento negro. Antes disso, ele agradeceu a um usuário do Twitter, que levantou a bola de a Globo News não ter comentaristas negros no jornal em que a pauta principal era o racismo.

Fonte: Agencia Brasil