Idosa com suspeita de Covid-19 passa a noite em poltrona à espera de atendimento

Com suspeita de Covid-19, uma idosa de 97 anos passou a última noite sentada em uma poltrona de uma unidade de saúde de Natal, no Rio Grande do Norte, à espera de atendimento. 

De acordo com a família, a senhora foi socorrida pelo Samu às 11h da última terça-feira, com 42°C de febre, falta de ar e dores no corpo. Sem vaga para internação na primeira UPA visitada, a idosa trouco de ambulância e partiu para outra unidade de saúde, no bairro Pajuçara, que fica do outro lado da cidade, na zona norte de Natal.

Tudo em vão. Lá, também não havia vagas e a mulher foi colocada numa poltrona desde às 14h de ontem, onde passou todo o dia e a noite e ainda permanecia sentada até a manhã desta quarta-feira (3).

Superlotação das UPAs

De acordo com a Prefeitura de Natal, em uma semana, o número de pacientes confirmados para o novo coronavírus na capital potiguar passou de 1.951 para 3.431, um aumento de 75,8%. Por isso, as quatro Unidades de Pronto-Atendimento (UPA) de Natal já estão superlotadas, funcionando acima capacidade de atendimento. No mesmo período, a quantidade de óbitos registrados na capital potiguar passou de 79 para 115, um avanço de 45%.

“É um situação desumana. Ela está em uma sala colada com outras pessoas, todas tossindo umas em cima das outras e os médicos exaustos não conseguem fazer os atendimentos”, conta a neta da mulher em entrevista à InterTV Cabugi, filiada da TV Globo em Natal.

Sem conseguir tratamento adequado, a família de dona Paula Morais tentava agora trazê-la de volta para casa. A família tenta angariar recursos para alugar ao menos um cilindro de oxigênio e conseguir contrattar uma enfermeira até o que o eaxmen da Covid-19 dela fique pronto.

Fonte: Agencia Brasil