Miguel Otávio: mais uma criança negra morta vítima do racismo

Mais uma criança negra morta vítima sim do racismo! Não queremos falar apenas sobre esse tema, mas o Brasil não nos dá descanso. Miguel Otávio Santana Silva, cinco anos, morreu ao cair do 9° andar de um prédio de luxo em Recife, onde a mãe trabalhava como doméstica (mesmo em período de quarentena).

Enquanto a patroa fazia unhas, a mãe de Miguel foi levar o cachorro para passear. A criança desesperada para ver a mãe começou a chorar. A patroa, incapaz de se sensibilizar com Miguel, ficou com a manicure e o mandou, sozinho, pegar o elevador! Uma criança de cinco anos!

Resultado? O garoto ficou perdido, sem entender como pegar o elevador e acabou indo para o nono andar, de onde provavelmente, segundo o delegado do caso, viu a mãe passeando com o cachorro e caiu do prédio. A patroa foi indiciada por homicídio culposo, pagou 20 mil de fiança e responde em liberdade. Eu não acredito em um sistema de justiça que culpabiliza sempre um lado da história: a parte pobre e preta.

A mãe de Miguel viverá a vida toda presa dentro dessa dor, do sofrimento de ter sido obrigada a trabalhar durante a quarentena e por conta do trabalho ter de tirar os olhos do filho. Ela viverá com essa dor e se perguntando se foi culpada e ela não tem culpa de tentar sobreviver! É disso que falo quando comento que Vidas Negras Importam é mais que hashtags.

É a população preta e pobre que segue trabalhando, pegando ônibus, se arriscando para ter o próprio sustento. Não temos paz. Não temos direito de ficar em casa em um período pandêmico. Sem justiça não há paz? Mas qual justiça? Qual paz????? 

#JustiçaPorMiguel 
#MiguelOtávio #RacismoNão 
#VidasNegrasImportam 
#blacklivesmatter

Texto originalmente publicado no Instagram e replicado com autrização da autora.

*Midiã Noelle é jornalista e colunista do CORREIO

Leia mais
Indiciada por morte de garoto é mulher de prefeito de cidade em Pernambuco
Filho de doméstica morre após cair do 9º andar; patroa é autuada por homicídio culposo
Patroa ajudou criança que caiu de prédio a entrar no elevador

Fonte: Correio