Bahia confirma quase 3 mil novos casos de covid-19 e 29 mortes em 24h

O número de casos confirmados de covid-19 na Bahia deu um salto nas últimas 24 horas. Nesta sexta-feira (5), a Secretaria da Saúde (Sesab) atualizou os dados e anunciou que são 26.419 infectados notificados no estado, 2.956 pessoas a mais que no levantamento anterior, de quinta (4), quando eram 23.463. O aumento corresponde a 12,6% entre os dois dias.

Apesar do grande crescimento, os casos não representam contaminações registradas nas últimas 24 horas. De acordo com a Sesab, eles refletem o correto preenchimento dos sistemas ministeriais por parte das Secretarias Municipais Saúde, ao finalizar casos que estavam em investigação desde o início da pandemia do coronavírus.

O boletim também informa que já são 819 mortes por covid-19. São 29 vítimas fatais a mais que no balanço da véspera, que trazia 790 óbitos. Segundo a Sesab, esses falecimentos também não aconteceram em 24h, referindo-se a um período de 14 dias. A secretaria diz que essas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Assim como o disparo no total de infectados, houve também um pulo na quantidade de pessoas consideradas livres da covid-19. Entre os 26.419 diagnósticos na Bahia, 11.464 pessoas já são consideradas recuperadas, 3.034 a mais que no balanço de quinta (quando eram 8.430). Atualmente, esse número representa 43,39% dos casos – na véspera, significava 35,93%.

Há ainda 13.866 pessoas que ainda apresentam os sintomas da doença e permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica (52,48% dos contaminados). No estado, 3.850 profissionais da saúde testaram positivo para o coronavírus.

Ainda em relação aos casos confirmados, eles ocorreram em 334 cidades da Bahia, com maior proporção em Salvador (58,54%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Ipiaú (7.171,97), Itajuípe (6.637,06), Uruçuca (6.433,06), Urandi (5.342,78) e Salvador (5.282,44).

*Mais informações em instantes

Fonte: Correio