Coronavírus: ônibus da capital paulista só vão transportar passageiros sentados

A partir deste sábado (6), os ônibus do transporte público da capital paulista deverão transportar apenas passageiros sentados. O objetivo é evitar a aglomeração de pessoas nos coletivos.

Para isso, a proposta é que alguns veículos saiam vazios dos terminais e que, em algumas vezes, os ônibus passem pelos pontos sem parar, permitindo “distribuir, ao longo do percurso, a recolha dos passageiros para eles chegarem aos terminais do Metrô ou da CPTM com o conforto exigido pelo que regra a OMS [Organização Mundial de Saúde]”, afirmou o secretário municipal de Transporte e Mobilidade de São Paulo, Edson Caram, em entrevista ao Bom dia São Paulo, da TV Globo, nesta sexta (5).

No entanto, a medida não será uma regra, apenas uma intenção, já que, segundo o secretário, não é possível impedir que os passageiros fiquem em pé nos ônibus. Segundo ele, o motorista “pode pedir” que os passageiros fiquem sentados durante a viagem para evitar aproximação entre as pessoas, mas “não pode parar o ônibus [para exigir que todos fiquem sentados] e prejudicar os outros passageiros, o foco é a lotação”, disse o secretário.

Segundo Caram, nesta sexta já estão sendo preparados coletivos que sairão vazios dos terminais, para que nenhum coletivo fique superlotado. “Com a abertura, 2.000 ônibus, a partir de hoje (5) já estão colocados a disposição do sistema, dentro disso nós temos 600 ônibus nos bolsões perto dos terminais para não ter excesso de demanda e pouca oferta e estamos criando barreiras para não permitir que o ônibus saia do terminal sobrecarregado”, afirma.

O secretário ainda destacou que os ônibus têm circulado com 33% dos usuários desde o início da quarentena e a prefeitura manteve 66% da frota circulando. “Os ônibus hoje estão andando de uma forma muito confortável dentro do município”, disse.

Fonte: Agencia Brasil