PC indicia por homicídio culposo patroa da mãe do menino que caiu do 9º andar

A patroa da mãe do menino que caiu do nono andar de um prédio em Recife foi autuada pela Polícia Civil por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O pequeno Miguel, de 5 anos, caiu do prédio enquanto chamava pela mãe, que, a mando da empregadora, saiu para passear com o cachorro.

O caso ocorreu por volta das 13h dessa terça-feira (2), no Condomínio Píer Maurício de Nassau, um dos imóveis conhecido como “Torres Gêmeas”. A mãe dele trabalhava no quinto andar do prédio.

De acordo com relato do delegado Ramón Teixeira, em entrevista coletiva pelas redes sociais, Miguel, procurando pela mãe, teria ficado apertando vários botões do elevador do prédio. Até que em um determinado momento caiu de uma altura aproximada de 35 metros.  As imagens do menino apertando os botões do elevador viralizam nas redes sociais. Veja:

Mirtes Renata Souza, mãe do menino Miguel Otávio Santana da Silva, de 5 anos, afirmou ao G1 que trabalhava empregada doméstica do prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker, e da mulher dele, Sari Corte Real.

Ainda segundo o delegado, a patroa da mãe de Miguel, “era a responsável legal pela guarda momentânea” do menino. Ela foi presa e teria pago fiança de R$ 20 mil para ser solta.

O corpo do menino foi sepultado na tarde dessa quarta-feira (3) no cemitério Bonança, na cidade de Morena.

Fonte: Agencia Brasil