Tropa de choque dispersa manifestantes em São Paulo com bombas de efeito moral

Um grupo de manifestantes que horas antes havia participado de ato contra o presidente Jair Bolsonaro entrou em confronto com a Polícia Militar no início da noite deste domingo (7), na região de Pinheiros, em São Paulo.

O grupo foi dispersado pela tropa de choque da PM no momento em que o ouvidor das polícias, Eliseu Lopes, costurava um acordo com os manifestantes.

Eles teriam autorização para seguir até o Hospital das Clínicas, onde ocorreria a dispersão.

O ato ocorreu entre 14h e 16h no Largo da Batata, de onde parte dos manifestantes saiu em caminhada pelos ruas da região de Pinheiros. Com bombas de efeito moral, a manifestação foi dispersada.

A tropa de choque seguiu por duas quadras, enquanto moradores do bairro gritavam fascista e jogavam ovos e pedras.

A PM queria evitar que o grupo seguisse para a avenida Paulista, onde ocorreria um ato a favor do presidente Bolsonaro.

Fonte: Agencia Brasil