Martagão Gesteira vai reagendar consultas e procedimentos suspensos em março e abril

Foram retomadas nesta terça-feira (16) algumas atividades que estavam suspensas ou reduzidas no Hospital Martagão Gesteira, devido à pandemia do novo coronavírus.

Entre os serviços que sofreram alteração estão os atendimentos ambulatoriais, que estavam sendo prestados apenas em casos de urgência e foram reabertos. Além disso, algumas consultas e procedimentos suspensos nos meses de março e abril começarão a ser reagendados. De acordo com a unidade de saúde, a própria Central de Telemarcação do hospital entrará em contato com os pacientes para agendar novas datas.

As consultas e procedimentos liberados para acontecer são das especialidades de cardiopediatria, cirurgia pediátrica (CIPE), cirurgia plástica, dermatologia, fisioterapia, fonoaudiologia, hematologia, hepatologia, nefrologia, neurocirurgia, neurologia, ortopedia, otorrino, reumatologia e terapia ocupacional.

Por meio de nota, a unidade informou que adota protocolos de segurança e higiene para evitar contágio pelo novo coronavírus. Disse ainda que haverá mudanças no fluxo de atendimento laboratorial, para evitar contato entre os pacientes que possuam qualquer tipo de sintoma respiratório.

O Martagão informou ainda que adotou medidas de prevenção e combate à disseminação do coronavírus. Veja exemplos:

  • Reforço das ações de higienização das dependências da unidade;

  • Protocolo de confirmação de consulta e de identificação de possíveis sinais de covid por telemarcação;

  • Agendamento por hora, com acesso ao hospital apenas no horário agendado;

  • Entrevista e verificação de temperatura de todos os colaboradores, pacientes e acompanhantes, para identificar sinais sugestivos de covid-19;

  • Protocolo para padronização de EPIs para colaboradores, familiares e pacientes;

  • Restrição no número de acompanhantes e tempo de visitação aos pacientes;

  • Reforço à conscientização de profissionais e acompanhantes para ações preventivas;

  • Protocolo de desinfecção do ambiente e equipamentos.

Fonte: Correio