Brasil se aproxima de 50 mil mortes provocadas pelo coronavírus

Os números da pandemia do coronavírus no Brasil não param de subir e alcançar tristes marcas. Em mais um boletim que trouxe mil novos óbitos confirmados em 24 horas, o país chegou neste sábado (20) a 49.976 mortes provocadas pela Covid-19, apontam dados do Ministério da Saúde. Ainda segundo a pasta, são quase 1,1 milhão de casos da doença, uma diferença de 34.666 para o último balanço, divulgado na sexta-feira (19).

Dos pacientes infectados pelo vírus, 496.869 pessoas seguem em acompanhamento médico. Outros 520.734 (48,8% do total) já estão recuperadas. O boletim aponta também que 3.415 casos estão em investigação.

De acordo com o Ministério da Saúde, São Paulo ainda é o Estado que lidera os registros de coronavírus. Ao todo, são 215.793 casos confirmados e 12.494 mortes na pandemia. Em seguida, aparecem Rio de Janeiro (95.537 registros e 8.824 óbitos), Ceará (92.156 casos e 5.518 mortes), Pará (82.881 confirmações e 4.519 mortes) e Maranhão (69.673 registros e 1.684 óbitos), que apesar de possuir uma quantidade superior de casos, tem menos mortes que Amazonas (2.650) e Pernambuco (4.148).

O Brasil é o segundo país no mundo com os maiores números da pandemia, mostra a plataforma da universidade americana Johns Hopkins. Somente os Estados Unidos, que possuem 2.294.563 de casos confirmados e 121.431 óbitos, estão à frente.

Situação em Minas Gerais

Os dados da pasta mostram que Minas Gerais é o 13º Estado mais atingido pela pandemia. Conforme o boletim, são 27.305 pessoas que tiveram testes positivos para o coronavírus e 636 óbitos. Neste sábado, as cidades mineiras alcançaram um novo recorde de confirmações diárias de óbitos.

Já o Mato Grosso do Sul, com 4.990 casos e apenas 43 mortes provocadas pela Covid-19, é o Estado com os menores números no Brasil.

 

Fonte: Agencia Brasil