Cliente se nega a usar máscara em mercado, ataca gerente e é morto a tiros

Um homem que se recusou a colocar uma máscara para entrar em um supermercado foi morto a tiros pelo gerente do estabelecimento em Vacaria, no Rio Grande do Sul. Antes de ser baleado, o cliente atacou o gerente com uma faca e este reagiu atirando. O caso foi na noite do último sábado (20).

Segundo a Polícia Civil, que investiga o caso, cliente e gerente começaram a discutir por conta da divergência em relação ao uso da máscara, que era obrigatório para entrar no estabelecimento.

Aldori Somavilla Cardoso, 36 anos, entrou sem o item no rosto, mas acabou sendo abordado pelo gerente, que advertiu que era necessário pela segurança sanitária. O funcionário, que não teve nome divulgado, pede que ele ou coloque uma máscara ou deixe o local. Aldori se recusa e os dois começam a discutir.

No meio da briga, o cliente pegou uma faca e partiu para cima do gerente, que foi atingido no tórax e no abdômen. Ferido, o gerente sacou um revólver calibre 38 e atirou no agressor. Baleado no tórax, o cliente caiu na entrada do mercado.

Socorrido, Aldori não resistiu aos ferimentos. O gerente continua hospitalizado e não há detalhes sobre seu estado de saúde.

O funcionário tem porte de armas e não tem antecedente criminais. Já Aldori tinha passagem por brigas de trânsito e ameaças.

O uso de máscaras é obrigatório na rua em todo Rio Grande do Sul, por conta da pandemia da covid-19.

Fonte: Correio