O assessor de imprensa Alexandre Alvim, 33 anos, registrou um boletim de ocorrência contra ex-jogadora de vôlei Ana Paula Henkel, 48 anos, em que a acusa de homofobia. Ele relata que a ofensa aconteceu na internet depois de uma crítica que fez a um post em que Ana Paula, que hoje mora nos EUA, questiona os protestos antiracistas no país.

Alvim diz que a ex-jogadora mandou uma mensagem direta para ele no Instagram na madrugada de domingo (21) afirmando que ele é muito brega e bicha. A mensagem, diz, foi resposta a um Stories em que ele postou a música “Black Parade”, último lançamento de Beyoncé, que fala da luta antiracista.

“A bicha se acha linda. Você é muito brega. Puta que pariu! Hahahahah se olha no espelho. Você é muito brega bicha”, diz a mensagem.

(Foto: Reprodução)

Para Alvim, o ataque veio porque no último dia 3 Ana Paula fez um post no Twitter e ele a criticou. O tuíte foi considerado racista por muitas pessoas e viralizou naquele dia. “12% negros, 62% dos roubos, 56% dos assassinatos. Faça as contas”, diz a publicação, retuitando um vídeo de uma americana negra que contesta o movimento de protestos após a morte por policiais de George Floyd.

Alvim respondeu por DM no Instagram, afirmando que Ana Paula fez uma comparação preconceituosa, foi racista e distorceu os números.  “Citei a ironia que era a geração dela sempre perder e ter apanhado fora da quadra para uma seleção preta (Cuba), e que na posição dela, tínhamos as duas maiores centrais da história, pretas e icônicas do vôlei: Regla Torres e Magaly Carvajal”, conta ele à Folha de S. Paulo.

A resposta dela veio 18 dias depois. Alvim diz que resolveu fazer o BO para se proteger, mas também para expor. “Muita gente me criticou por expor a situação por ela ser uma conservadora, dizendo que estou dando mais espaço para ela, mas acho que a comunidade LGBTQ+ já ficou calada muito tempo, chegou a hora de expor quando a gente é ofendido, por isso decidi fazer o B.O. e também por uma questão de proteção”, explica.

O caso foi registrado como injúria na Delegacia Eletrônica e encaminhado para a Delegacia de Atibaia, onde mora a vítima. Ana Paula não comentou o caso até agora.

Fonte: Correio