Após o apelo de senadores para adiar a votação do projeto de lei das fake news, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), decidiu postergar a análise para terça-feira, 30. Foram ouvidos 20 senadores contrários e a favor do projeto, a maioria dos oradores pediu mais tempo para analisar o relatório que foi protocolado no sistema do Senado às 16h39, desta quinta-feira, 25, com mais de 70 páginas.

“Há a consciência do Senado de que temos de ter uma legislação sim”, disse Alcolumbre. “Saio daqui convencido de que o desejo de todos é votar sim. É prover uma legislação que possa punir esses milicianos que ofendem e agridem os brasileiros”, disse.

A matéria é polêmica e divide o plenário por conta de possíveis consequências da legislação proposta à liberdade de expressão, à privacidade e até ao combate contra disseminação de pornografia infantil nas redes sociais.
 

Fonte: Correio