'Estamos vencendo o coronavírus', diz Neto ao citar indicadores positivos

“Estamos vencendo o coronavírus. Não vencemos ainda, mas estamos vencendo”. Essa afirmação foi feita nesta quinta-feira (25) pelo prefeito ACM Neto, que demonstrou otimismo e cautela diante do cenário da pandemia da covid-19 em Salvador. “Hoje já começamos a ter vários indicativos positivos, o que nos dá uma perspectiva de com muita regra, muito critério, muito cuidado e protocolo, quem sabe começar a retomar algumas atividades a mais ao longo do mês de julho”, diz.

Ele não antecipou que atividades seriam essas, afirmando que o tema é discutido diariamente. Na terça (30) vencem novos decretos e o prefeito deve apresentar como será a retomada em Salvador, com faseamento e parâmetros. “Se aquele parâmetro estiver atendido, aquela atividade volta naquela fase. Se as coisas melhorarem, ela pode passar de fase”, diz. “Pelo menos algumas atividades do comércio eu pretendo, ao longo de julho, poder retomar”.

Neto falou durante a inauguração de um novo posto de saúde construído pelo governo do estado, que será administrado pela prefeitura, no Pau Miúdo.  “Estamos seguros que Salvador chegou ao seu pico. Lembro que no começo de maio, quando fiz as projeções, disse que começaríamos a viver uma fase crítica a partir do dia 20 de maio, e que essa fase se estenderia por todo mês de junho, quando chegaríamos ao pico. É o que aconteceu”, diz  “No entanto, isso não nos permite relaxar. A gente deve permanecer nesse pico até a segunda, terceira semana de julho”, estima.

O prefeito listou alguns pontos positivos nesse momento da pandemia em Salvador. “Primeiro, estamos com a menor pressão nas nossas UPAs desde o começo da pandemia. Ontem, houve momento no dia que a gente não tinha um paciente sequer para ser regulado para um hospital. Conseguimos regular mais de 50 pacientes ontem e não havia ninguém na fila de espera. Isso é uma glória, um fato extraordinário”, afirmou.

Outro ponto é o número de sepultamentos. “Quando a  gente acompanha o número de óbitos, não só pelos dados oficiais, mas também pelo número de sepultamentos que são solicitados aos cemitérios municipais, normalmente os óbitos de pessoas mais pobres, há uma estabilização do número de óbitos ao longo desses últimos 15 dias. É outro dado positivo”, continua.

O prefeito ainda destacou que a velocidade de crescimento da covid-19 na cidade está em 1,9. “É a menor de toda série histórica, pela primeira vez inferior a 2%. Esse talvez seja o dado mais importante olhando para frente”, considera. 

“Por outro lado, a taxa de ocupação hospitalar ainda está alta. Ontem tínhamos taxa de 80% dos lentos de UTI e 75% dos leitos clínicos, ainda é uma taxa alta”, explica. “Chegamos ao nosso pico, estamos vivendo nosso platô, mas não há como relaxar e achar que as coisas estão superadas”, alerta.

Fonte: Correio