Polícia prende suspeito de assaltar repórter da CNN Brasil ao vivo

A polícia prendeu na tarde deste sábado (27) um homem de 40 anos que foi gravado, cerca de cinco horas antes, assaltando a repórter Bruna Macedo, da CNN Brasil, quando a jornalista comentava sobre o nível das águas do rio Tietê, na zona norte da capital paulista.

Foram levados dois celulares da vítima, que não foram recuperados até a publicação desta reportagem. O assalto ocorreu enquanto o apresentador Rafael Colombo falava sobre pontos de alagamento na cidade, com o auxílio de Bruna.

O suspeito se aproximou da repórter usando uma manta cinza, com a qual encobriu uma faca, usada para ameaçar a vítima afirmando “olha aqui, senão vou te machucar”. Após isso, ele pegou dois celulares de Bruna e fugiu. A jornalista não foi ferida.

“Faz mais ou menos 20 minutos que aconteceu, a Bruna estava entrando no ar, num quadro dividido. Na imagem do meio, a Bruna é vista sendo abordada por um rapaz. Não deu para entender na hora o que estava acontecendo, se era um morador de rua passando. Mas depois do que aconteceu, cortamos a imagem e ela explicou que foi roubada”, explicou Rafael Colombo, depois que a colega foi assaltada.

Logo após o roubo, policiais da 1ª Seccional do Centro começaram a procurar o suspeito, principalmente em regiões frequentadas por usuários de drogas. Cerca de cinco horas após o assalto, o suspeito foi encontrado por investigadores do 2º DP (Bom Retiro), na altura do número 1.800 da avenida Cruzeiro do Sul, perto da estação Tietê do Metrô, e levado à delegacia.

O homem estava com o mesmo cobertor usado no assalto. Além disso, a faca supostamente usada no crime estava com ele, que foi reconhecido pela vítima na delegacia.

Segundo a polícia, o suspeito havia saído do sistema carcerário em 2 de maio deste ano. Ele já foi indiciado em flagrante, anteriormente, por roubar e furtar celulares.

Fonte: Agencia Brasil