Homem é preso após desenterrar a avó e dançar com cadáver pelas ruas de Manaus

As imediações do cemitério Morro da Liberdade, na zona sul de Manaus, Amazonas, foram palco do que parecia um filme de apocalipse zumbi na madrugada desta quinta-feira (2). Isto porque um rapaz de 32 anos desenterrou a avó, falecida em 2018, carregou o corpo e só foi parado por populares e familiares a cerca de um quilômetro de distância do cemitério, no Beco dos Pretos, centro da capital amazonense. Durante a caminhada, ele foi visto dançando pelas ruas com o cadáver já mumificado e por isso a polícia foi chamada.

Muito transtornado, o homem teve que ser amarrado até que os policiais chegassem para controlar a situação, enquanto o corpo ficou no chão até a chegada da guarnição. De acordo com a família, o rapaz, que não foi identificado, tem um laudo que comprova problemas psicológicos e já teria tentando desenterrar a avó, de quem sente muita falta, em outras oportunidades, além de sempre visitar o cemitério e conversar com outros parentes já falecidos.

Depois da prisão, o rapaz precisou ser levado a um pronto-socorro para se acalmar. Ele deve prestar depoimento sobre o caso nos próximos dias, e caso a insanidade seja comprovada, não deverá ser responsabilizado pelo crime.

“Ele estava completamente transtornado e dizia o tempo todo que queria fazer na avó um transplante para trazê-la de volta à vida porque sentia muita saudade. Ele disse que iria doar todos os seus órgãos a ela”, afirmou o tenente Paulo Araújo, da 2ª Cicom ao portal “G1”.

“Familiares informaram que ele tem um laudo médico informando ter transtornos mentais e que ele tinha interesse em resgatar, além da avó, outros familiares”, completou o tenente.

Ainda de acordo com as informações dos policiais obtidas com a família, o homem já havia tentado retirar o cadáver da avó do cemitério em outras ocasiões.

“Ele não é passível de responsabilidade penal porque um dos requisitos para isso é a culpabilidade. O indivíduo em questão não tem essa condição de receber uma sanção penal. Talvez receba uma medida de segurança”, disse o delegado de plantão para onde a ocorrência foi encaminhada, sem querer se identificar.

Ainda segundo o delegado, o homem não possui passagem ou antecedentes criminais. A polícia informou que o corpo mumificado da idosa foi devolvido à sepultura.

Fonte: Agencia Brasil