Bolsonaro não deve mais indicar Renato Feder para ministro da Educação

A indicação do secretário de Educação do Paraná Feder, para o Ministério da Educação (MEC) não deverá mais acontecer. O presidente Jair Bolsonaro afirmou a parlamentares, na manhã deste sábado (4), que Feder “está fora” e que ainda não tem ninguém para indicar para o cargo.

De acordo com a jornalista Basília Rodrigues, da CNN Brasil, um dossiê montado por integrantes da ala ideológica do governo, divulgado pela rede de televisão na sexta (3), teria pesado contra a indicação de Feder.

Na segunda (6), estava marcado um encontro entre o presidente e o secretário paranaense, o que não deve mais ocorrer.

Desde o início do governo, o MEC já teve três ministros. O último, o professor Carlos Alberto Decotelli, ficou menos de uma semana no cargo após virem à tona incongruências sobre seu currículo. 

Fonte: Agencia Brasil