Brasil tem 65,4 mil mortes causadas pela covid-19

O Brasil chegou a 65.487 mortes em decorrência da covid-19. Foram registradas mais 620 mortes nas últimas 24 horas, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta segunda-feira (6). Ontem (5), o balanço informava a ocorrência de 64.867 mortes em função da pandemia. 

Pelas estatísticas do Ministério da Saúde, foram identificados mais 20.229 casos da doença. Com isso, o número total de pessoas infectadas chegou a 1.623.284. Ontem, o painel do Ministério da Saúde mostrava 1.603.555 casos confirmados.Do total de infectados até o momento, 927.292 já se recuperaram e 630.505 mil pacientes ainda estão em acompanhamento.

Os números diários do balanço do Ministério da Saúde em geral são menores aos domingos e segundas-feiras pelas restrições nas equipes que fazem contagem de dados nas secretarias municipais e estaduais, e maiores às terças-feiras, quando há aumento de registros em razão do acúmulo do que não foi encaminhado no fim de semana.

Regiões
A região com maior número de mortes por covid-19 é o Sudeste, com 29.900. O Nordeste registra 21.235 óbitos; o Norte, 10.039; o Centro-Oeste, 2.328; e o Sul, 1.985.

Os estados com mais mortes em função da pandemia são São Paulo (16.134), Rio de Janeiro (10.698), Ceará (6.481), Pará (5.105) e Pernambuco (5.163). As unidades da Federação com menos óbitos são Mato Grosso do Sul (122), Tocantins (224), Roraima (371), Acre (394) e Santa Catarina (406).

Bahia
A Bahia registrou, nas últimas 24 horas, mais 1.231 casos confirmados de covid-19 e 61 mortes pela doença. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (6) pela Secretaria da Saúde (Sesab). Com a atualização, subiu para 88.279 o número de infectados com o coronavírus no estado, um crescimento de 1,4%. Em relação aos óbitos, o total agora é de 2.168 fatalidades, um aumento de 2,9%.

Entre os 88.279 contaminados na Bahia, 59.779 pessoas já estão recuperadas da covid-19, o que representa 67,7% dos diagnósticos. Destas, 1.130 foram consideradas curadas nas últimas 24 horas, acréscimo de 1,9%. Outros 26.332 pacientes (29,8%) ainda apresentam sintomas da doença. Os 2,5% restantes representam as mortes.

O estado ainda contabiliza 9.983 profissionais da saúde confirmados com o novo coronavírus.

Os casos foram registrados em 392 municípios da Bahia, com maior proporção em Salvador (44,17%). As cidades com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.184,98), Itajuípe (2.132,64), Ipiaú (1.774,46), Uruçuca (1.505,92) e Itabuna (1.471,23).

Ao redor do estado, dos 2.293 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para contaminados com o coronavírus, 1.485 estão ocupados (65%). Já entre os 882 leitos de UTI adulto destinados apenas para pessoas com a covid-19, 715 possuem pacientes internados (81%). 

O boletim epidemiológico ainda contabiliza 182.551 casos descartados e 87.239 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h desta segunda-feira (6).

Entre os 61 óbitos confirmados nas últimas 24 horas, 37 ocorreram em Salvador (60,7%). Os outros 24 aconteceram nos municípios de Jequié (4), Santo Antônio de Jesus (3), Ilhéus (3), Alagoinhas (3), Vitória da Conquista (2), Itabuna (2), Camaçari (2), Lauro de Freitas (1), Feira de Santana (1), Ibicaraí (1), Itamaraju (1) e Maracás (1). 

Fonte: Correio