Brasil confirma mil novos registros e ultrapassa 71.000 óbitos pela Covid-19

Em mais um dia com confirmações de novas mortes acima da casa dos 1.000, o Brasil chegou a 71.469 óbitos provocados pelo coronavírus neste sábado (11). De acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, ainda foram 39.026 casos da doença registrados nas últimas 24 horas. Com o número, o país ultrapassou a marca de 1,83 milhão de pessoas infectadas pela Covid-19.

Apesar das tristes estatísticas da pandemia no país, que é o segundo no mundo mais afetado pelo coronavírus, o boletim da pasta aponta que 1,1 milhão de pessoas já se recuperaram da doença – quase 60% do total de casos confirmados. Outros 667.508 pacientes seguem em acompanhamento pelas equipes de saúde.

Ainda segundo o ministério, 3.974 casos suspeitos seguem em investigação e aguardam o resultado de exames.

Estados com mais registros

Apesar do ritmo de expansão da pandemia ter reduzido em São Paulo, o Estado ainda é o mais atingido no país. Desde março, quando ocorreu a primeira confirmação, foram 366.890 casos da doença, com 17.702 óbitos. Em seguida, aparece o Ceará (135.945 registros e 6.853 mortes); Rio de Janeiro, que apesar do número menor de infectados, teve mais óbitos que o Estado do Nordeste (129.675 casos e 11.406 mortes); Pará (124.934 registros e 5.274 mortes); e Bahia (104.188 casos e 2.436 óbitos).

Já Minas Gerais, que se aproxima do pico da doença e tem quase 70% dos leitos de UTI para pacientes com coronavírus ocupados, é o oitavo Estado mais afetado. Conforme os dados do Ministério da Saúde, são 73.813 confirmações, com 1.550 mortes. Com um quadro de contaminados próximo ao de Minas – são 71.370 registros –, Pernambuco teve quase o triplo de óbitos registrados, com 5.556 vítimas.

Os Estados com menos casos da doença são o Acre (16.080 casos e 419 mortes), Tocantins (14.939 registros e 251 óbitos) e Mato Grosso do Sul (12.969 confirmações e 153 mortes).

 

Fonte: Agencia Brasil