Arrecadadas com o São João no CORREIO, cestas básicas são distribuídas em Brotas

As lives de forró que o CORREIO promoveu em junho ajudaram a matar a saudade do São João. Mas fizeram mais que isso: ajudaram, também, a matar a fome. Durante as transmissões musicais, o público podia fazer doações, que foram destinadas à ONG Corrente do Bem. Na tarde desta terça-feira (14), foram entregues as cestas básicas compradas com o valor arrecadado. A marca Brilux doou 3.600 litros de água sanitária.

O local contemplado foi o Alto do Saldanha, em Brotas, escolhido graças à manicure Ane Kelen da Paixão. “Ela me procurou e me contou sobre a situação dos moradores do lugar, que estavam passando fome. Ane, inclusive, vinha fazendo um mexido de farinha e ovo, mesmo sem ter muitos recursos, só para que os vizinhos tivessem o que comer. Eram pessoas que realmente estavam em situação de emergência. Encaixou com a doação vinda através das lives do CORREIO e, nesta terça, fomos lá entregar”, contou Simony Macedo, voluntária da Corrente do Bem.

A manicure, de 29 anos, virou uma espécie de heroína na região. “Estão todos muito felizes. Meu celular está cheio de mensagens dos vizinhos, me agradecendo. Os meninos voltaram a dar risada, está todo mundo mais alegre”, comemorou Ane Kelen.

Além de ajudar na escolha do local, ela também foi a responsável por selecionar os contemplados com as cestas. E, segundo a manicure, optou por quem realmente precisava, por quem estava passando necessidade. “Muita gente vinha me pedir comida. E, mesmo sem trabalhar – estou parada há quatro meses, por causa da pandema -, tentava ajudar. Pegava o pouco que eu tinha e dava para as crianças”, lembrou Ane Kelen, que também recebeu uma cesta básica.

A entrega foi comandada pela Corrente do Bem, com a ajuda do Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos (DPCDH) e da 26ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Brotas). 

As entregas foram feitas pela Corrente do Bem com apoio do DPCDH e da 26ª CIPM 
(Foto: Nara Gentil/CORREIO)

“Demos apoio, oferecendo segurança para todos. Garantimos o distanciamento entre as pessoas que foram receber as cestas, evitando aglomerações. Em menos de 10 minutos, conseguimos entregar todos os kits. Foi um sucesso”, falou o capitão Evandro Borges, do DPCDH.

“Nós víamos, no olhar de cada uma daquelas pessoas, a necessidade das cestas. O quanto elas precisavam. É comovente ver, algo que não tem preço. Fará uma diferença muito grande nas vidas delas”, comentou Simony.

O local escolhido foi o Alto do Saldanha, em Brotas
(Foto: Nara Gentil/CORREIO)

Ao todo, as doações foram geradas em decorrêndia de seis lives de artistas do autêntico forró pé de serra. A festa pela internet começou com a banda Fulô de Mandacaru, no dia 5 de junho, passando pelas apresentações de Del Feliz, Estakazero, Flor Serena e Zelito Miranda até o encerramento do projeto, com um show de Adelmário Coelho, no dia 20 do mesmo mês. As transmissões ocorreram sempre às sextas e sábados, às 19h, no Youtube do CORREIO, onde foram salvas e podem ser acessadas a qualquer momento. Até o fechamento desta reportagem, os vídeos já somavam quase 530 mil visualizações

Coordenadora de marketing do CORREIO, Marta Sousa comemorou o resultado do projeto, que teve a parceria da ITS Brasil. “Para a gente, foi uma satisfação muito grande. Fazer um evento que resgatou o nosso tradicional São João, não deixando os baianos na mão, e que ainda teve esse retorno, é melhor ainda. Sem falar na audiência e nos elogios, pela criação da iniciativa, que recebemos”, falou.

Água sanitária
Além das cestas básicas, o CORREIO e a Corrente do Bem se juntaram para entregar 3.600 unidades de água sanitária, divididas em 300 caixas, todas doadas pela Brilux. Entre elas, 150 foram destinadas para localidades baianas – Bairro da Paz, Calabar, Baixa do Tudo, Alto do Coqueirinho e Alto das Pombas já foram contempladas, enquanto Santa Cruz, Nordeste, Chapada do Rio Vermelho e Sussuarana receberão nos próximos dias.

As comunidades foram escolhidos pelo capitão Leandro Santana, do DPCDH. “Procuramos atenter pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social e que, por ventura, tenham ficado de fora de outros auxílios”, afirmou. 

As águas sanitárias estão sendo distribuídas em várias comunidades de Salvador
(Foto: Divulgação)

Segundo Leila Pinheiro, presidente da Corrente do Bem, as outras 150 caixas estão sendo destinadas a instituições como Centro Dourado da Fraternidade, Mãe Nildete, Lar Recanto Dos Idosos, Abraço a Microcefalia, Lar Frei Lucas, Abrigo São Lázaro, entre outras.

Fonte: Correio