Bahia registra 2.964 casos de covid-19 e 54 mortes nas últimas 24 horas

A Bahia registrou mais 2.964 casos confirmados de covid-19 nas últimas 24 horas e chegou ao total de 112.993 infectados. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (15), pela Secretaria da Saúde (Sesab), em boletim. Foram notificados também mais 54 óbitos em decorrência do novo coronavírus, chegando ao número de 2.638 mortes.

Entre os diagnósticos, 86.708 contaminados já estão recuperados, o que representa 76,7% da quantidade de infectados. Destes, 4.557 pacientes (5,5%) foram considerados curados nestas 24h. Outras 23.647 pessoas (20,9%) ainda apresentam sintomas da covid-19. Os 2,4% restantes referem-se às fatalidades.

Os casos confirmados ocorreram em 399 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (40,64%). As cidades com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.721,97), Itajuípe (2.435,22), Ipiaú (2.020,80), Lauro de Freitas (1.786,43) e Itabuna (1.746,06).

Na Bahia, 11.748 profissionais da saúde foram confirmados com a covid-19.

Dos 2.408 leitos ativos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para infectados com o novo coronavírus, 1.560 estão ocupados (64,8%). Entre os 943 leitos de UTI adulto destinados somente a pessoas com a doença, 740 possuem pacientes internados (78,5%).

Entre os 54 óbitos notificados nestas 24h, 26 ocorreram em Salvador (48,1%), Os outros 28 aconteceram em Juazeiro (4), Teixeira de Freitas (4), Jequié (3), Cachoeira (2), Camaçari (2), Itapetinga (2), Lauro de Freitas (2), Conceição do Almeida (1), Itamaraju (1), Luís Eduardo Magalhães (1), Malhada (1), Maracás (1), Nazaré (1), Paulo Afonso (1), Santo Antônio de Jesus (1) e Tanquinho (1).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 224.802 casos descartados e 96.978 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até 17h desta quarta-feira (15).

Fonte: Correio