ONG afirma que Claudia Ohana 'devolveu' cachorros adotados por ela

A atriz Claudia Ohana viu seu nome envolvido em uma enorme polêmica nas redes sociais. Em dezembro de 2019, a atriz adotou dois cachorrinhos mas, na noite de sexta-feira (17), a ONG Projeto Toca Do Bicho anunciou que os bichos tinham retornado para a instituição. 

“Precisamos de uma família urgente pra Tigrão e seu irmão! Estão muito deprimidos depois que foram devolvidos. Não é justo. Eles não pediram para passar por isso”, postou o perfil da ONG nas redes sociais.

“Eu sou o Thor, irmão do Tigrão, do post anterior. Não me sai da cabeça porque mamãe nos devolveu. Ela dizia que não obedecíamos, que destruímos coisas, mas não teve paciência com a gente. As tias da Toca orientaram em tudo, ofereceram adestrador, mas mamãe fez tudo errado. E pior, no final, nos devolveu! Sequer ligou para saber como estávamos desde que saímos da casa dela. Acreditam? E aquelas fotos que tirava e postava? Seriam encenação? Nos adotou bebês e agora que crescemos, quem vai nos adotar juntos? Vamos sofrer de novo a dor da separação. Adotar é um ato responsável. Temos sentimentos. Portanto, não façam como nossa antiga tutora. Pensem bem antes de adotar”, continuou.

Revoltados, internautas criticaram a atriz. “Muito triste com sua atitude. Deveria ter achado um novo lar para eles, e não ter devolvido”, disse uma pessoa. “Você é uma irresponsável, como abandona os animais dessa forma? Sua “boa ação” tem prazo de validade?”, comentou outra.

Após a repercussão, Claudia recorreu às redes sociais e negou ter abandonado os cães. Segundo ela, eles foram deixados no abrigo temporariamente, até que a pandemia passasse e a atriz se recuperasse de um problema nas costas.

“A minha intenção era depois da pandemia poder voltar e passear com eles, pra ter uma vida normal, porque estava muito difícil pra mim trancada em casa. E aí eles fazem isso, botam meus cachorros pra adotar e ainda fazem publicidade em cima disso. Fiquei muito chateada, eu tenho muita saudades deles e eu não abandonei eles. Eles falaram que iam me ajudar”, falou.

Fonte: Correio